PUBLICIDADE
Topo

Autor de "Game of Thrones" diz que não queria que a série acabasse

George R.R. Martin, criador de "Game of Thrones" - Getty Images
George R.R. Martin, criador de "Game of Thrones" Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

17/09/2018 20h13

George R.R. Martin, o autor dos livros de "Game of Thrones", confessou em entrevista à "Variety" no tapete vermelho do Emmy que foi contra a decisão de finalizar a série em sua oitava temporada, que deve estrear em 2019.

"Nós podíamos ter feito 11, 12, 13 temporadas", comentou Martin. Como ele esclareceu, a decisão de terminar a série foi tomada por D.B. Weiss e David Benioff, os showrunners da série da HBO.

LEIA MAIS:

"Eles sempre disseram que iam acabar a série em sete temporadas", disse Martin. "Nós conseguimos que eles concordassem em fazer oito, mas não mais do que isso. Há uns cinco anos atrás, teve um período em que estávamos decidindo isso. Eles queriam sete temporadas, e eu queria 10. Eles ganharam, porque eram eles que tinham que trabalhar de fato na série, não eu".

Maisie Williams como a jovem Arya Stark em "Game of Thrones" - Divulgação - Divulgação
Maisie Williams como a jovem Arya Stark em "Game of Thrones"
Imagem: Divulgação

Martin ainda descartou a possibilidade de séries derivadas que continuem a história dos personagens de "Game of Thrones". "Eu conheço todos os atores, e sei que eles, por mais incríveis que sejam, estão ansiosos para trabalhar em coisas diferentes", comentou.

Isso não significa que o universo de "Game of Thrones", chegou ao fim, visto que a HBO está desenvolvendo cinco séries derivadas - nenhuma com os mesmos personagens da série original, ao invés disso explorando períodos diferentes da história do mundo fantasioso criado por Martin.

"Algumas das nossas ideias se passam 100 anos antes de 'Game of Thrones', e outras se passam 5.000 anos antes", definiu o escritor.

No Emmy 2018, "Game of Thrones" lidera o ranking de séries indicadas, com 22 lembranças no total, incluindo em melhor série dramática.