Topo

Filmes e séries

Diretor de "O Predador" se desculpa por escalar ator condenado por assédio

Getty Images
O diretor Shane Black Imagem: Getty Images

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

13/09/2018 20h48

Shane Black, diretor de "O Predador", se desculpou publicamente em entrevista ao "AP Entertainment" por ter escalado um ator condenado por assédio sexual no filme.

"Eu cometi um erro que é irresponsável. Eu não sou uma criança que pode falar, 'Estamos fazendo um filme no colégio, coloque seu amigo no filme'. Essa é uma decisão adulta com responsabilidades reais, e eu não vetei ninguém", disse o cineasta.

Steven Striegel se declarou culpado em 2010 pelas acusações de tentar assediar uma adolescente de 14 anos pela internet. Nesta quinta-feira (13), Paige Carnes se identificou como a vítima após o caso ganhar repercussão mundial com o novo filme.

"Eu era o capitão daquele navio. É o meu trabalho garantir que essas coisas não aconteçam. E eu falhei", completou o diretor. "E eu talvez tenha causado -- eu causei -- dor para minha equipe. Isso é inaceitável. Tenho total responsabilidade. Estou muito, muito arrependido".

A primeira a levantar a questão sobre a escalação de Striegel foi Olivia Munn, que gravou uma cena para o filme em que é assediada pelo ator. O trecho foi retirado do corte final e Olivia disse que se sentiu "caçada por todos e desolada" após abrir o jogo sobre a situação.

"Eu penso nisso muito. Espero que eu tenho aprendido a lição", salientou o diretor, garantindo que "realmente o entristece" que o filme tenha ficado "deixado de lado por decisões estúpidas que tomei".

Shane Black foi criticado na última semana nas redes sociais por ter escalado um ator condenado por assédio sexual e não avisar sua equipe. Na época, ele disse ao "Los Angeles Times": "Eu escolhi ajudar um amigo. Entendo que outros possam desaprovar a decisão, já que ele foi condenado por uma questão sensível e que não pode ser esquecida".