Topo

Suspeito de assassinar rapper XXXTentacion reclama de direitos violados

Reprodução/TMZ
Michael Boatwright, suspeito pela morte de XXXTentacion Imagem: Reprodução/TMZ

Do UOL, em São Paulo

12/09/2018 17h57

Um dos quatro homens presos suspeitos de assassinar XXXTentacion alega que os promotores do caso estão violando seus direitos.

Michael Boatwright foi preso acusado de participar do assassinato do rapper americano em junho desse ano, na Flórida. Uma das maiores revelações do rap nos últimos anos, XXXTentacion saia de uma concessionária de motocicletas quando foi atingido por vários tiros. Ele tinha 20 anos.

De acordo com documentos obtidos pelo site Complex, os advogados de Boatwright alega que a acusação retém documentos e informações que poderiam ajudar no processo de defesa do acusado, violando assim os direitos da 14ª emenda.

A defesa afirma que há depoimentos, mandados de prisão, listas de testemunhas e relatórios policiais que não estão sendo devidamente compartilhados.

"Além da acusação amplamente formulado, o Estado não forneceu qualquer informação sobre a natureza das provas contra o Sr. Boatright", afirmou o advogado de Boatwright. Segundo ele, a falha "impediu seriamente a preparação do caso e, dessa forma, prejudicou injustamente a capacidade dos advogados do Sr. Boatwright em preparar uma defesa.”

Assim como Boatwright, Dedrick Williams, Robert Allen e Trayvon Newsome foram acusados de homicídio em primeiro grau e assalto a mão armada.

Jack McCain
O rapper americano XXXTentacion Imagem: Jack McCain

Mais Rap gringo