PUBLICIDADE
Topo

Novos grunges? Esses adolescentes regravaram todos os discos do Nirvana

No Idea: Banda de Carl e Ethan ganhou destaque com covers no YouTube - Reprodução
No Idea: Banda de Carl e Ethan ganhou destaque com covers no YouTube Imagem: Reprodução

Osmar Portilho

Colaboração para o UOL

11/09/2018 04h00

Cabelos jogados na cara, gritos, guitarras furiosas e música no talo em um quarto improvisado como estúdio. Os cobertores pendurados nas paredes cumprem o papel do isolamento acústico do cômodo improvisado. Parece uma cena dos anos 90, mas o ano é 2018 mesmo. Logo que foram publicados, os vídeos de Carl Giannelli, 16 anos, e Ethan Williams, 18, começaram a somar milhares de visualizações no YouTube com covers de álbuns completos dos anos 90, como "Nevermind", do Nirvana, "Kerplunk!", do Green  Day, e "Siamese Dream", do Smashing  Pumpkins.

Os dois tocavam juntos em uma banda quando decidiram fazer alguns covers por conta própria. "Chegou no ponto em que sabíamos tantas músicas que gostávamos que resolvemos tocar sozinhos", explicou Carl em mensagens trocadas com o UOL.

A diversão de encarar essas maratonas de covers em em seu estúdio improvisado naturalmente progrediu para os vídeos no YouTube, que conta com modestos 14 mil inscritos, mas já ultrapassou a barreira de 1 milhão de views há algum tempo.

"Nós não tínhamos a intenção de que esses vídeos se tornassem tão populares. Era uma coisa divertida de fazer. Poder entrar em contato com pessoas do mundo inteiro por meio da música tem sido uma experiência incrível", continuou o guitarrista.

É curioso notar nos vídeos a facilidade da banda, hoje já nomeada como No Idea, para reviver todos os detalhes dos álbuns, mesmo em um ambiente improvisado. Tocando apenas com bateria, guitarra e voz, o duo impressiona pela qualidade de suas versões. Em alguns registros, como em "Bleach", álbum de estreia do Nirvana, eles contam com o reforço de um amigo no baixo. Do grupo de Kurt Cobain, principal referência de Carl e Ethan, eles postaram vídeos completos dos três álbuns de estúdio: "Bleach" (1989), "Nervemind" (1991) e "In Utero" (1993).

"Além das bandas que já fazemos covers, nossas influências também incluem Dinosaur Jr., Sonic Youth, Pixies, Queens of the Stone Age e Snail Mail", disse Carl.

Depois dos covers, EPs próprios

A diversão de gravar covers não impede que o duo também se dedique a escrever suas próprias músicas. Em agosto, lançaram no Spotify seu primeiro EP, "Your Peril". Bebendo goles e mais goles dessa fonte noventista, as canções passeiam por características que consagraram as bandas da época, da guitarra suja do Mudhoney ao vocal duplicado do Soundgarden e Alice in Chains. O toque de atualização na sonoridade do duo está no stoner rock.

"Gravamos o EP no ano passado e estávamos muito influenciados pelo Queens of the Stone Age e foi um projeto legal para mim", disse o guitarrista. A experiência foi tão proveitosa que logo emendaram mais cinco canções que resultaram no EP "Fungus", que ganhou um pouco mais de personalidade.

"São canções que escrevemos e se encaixam mais no nosso estilo", completou.

Esse clima nostálgico de revisitar grandes discos dos anos 90 pode trazer uma ideia errada sobre a No Idea. Questionados se preferiam ter sua banda hoje ou naquela década, onde rock tinha lugar garantido no mainstream e vendia milhões de discos, ambos concordam em negar o convite dessa suposta viagem no tempo.

"Estamos muito felizes nesta época. É claro, tocar rock no mainstrem é algo difícil, mas a tecnologia também pode fazer muito pela nossa banda. E outra coisa...ainda há muita música legal por aí".