PUBLICIDADE
Topo

Ator de "Mulher-Maravilha" diz que foi escalado para ser vilão de 007

Saïd Taghmaoui como Breaker no filme "G.I. Joe" - Divulgação
Saïd Taghmaoui como Breaker no filme "G.I. Joe" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

10/09/2018 09h31

Saïd Taghmaoui, visto em "Mulher-Maravilha" e "G.I. Joe: A Origem de Cobra", pode ser o próximo adversário de James Bond nos cinemas. No entanto, segundo o próprio ator francês, em entrevista ao "The National", sua escalação aconteceu antes da saída de Danny Boyle da direção do próximo filme de 007.

"Não sabemos quem o diretor será agora, e os produtores não sabem se o vilão será russo ou de descendência árabe", comenta Taghmaoui, que vem de família marroquina. "Eu recebi uma mensagem deles dizendo que, se o vilão for do Oriente Médio, eu continuarei no filme".

Taghmaoui admite que um papel de vilão de Bond pode ser perigoso, visto que ele não quer cair no estereótipo de "terrorista árabe" que frequentemente aparece em filmes de ação de Hollywood. "Pode parecer esse enorme clichê ao qual estou me rendendo", comenta. "Mas eu já recusei muitos papéis por causa disso. Já fiz testes e fui escalado, só para no final recusar".

O próximo filme de James Bond, que será o 25º do personagem nos cinemas, marcará também a última aventura de Daniel Craig no papel. Nomes como Yann Demange ("71 - Esquecido em Belfast"), S.J. Clarkson ("Os Defensores") e Bart Layton ("American Animals") estão na disputa pela direção.

Por enquanto, "Bond 25" (título provisório) tem estreia marcada para 14 de novembro de 2019 no Brasil.