PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Leslie Moonves vai deixar cargo de chefão da CBS após acusações de assédio

Leslie Moonves, que vai deixar o comando da emissora norte-americana CBS - Getty Images
Leslie Moonves, que vai deixar o comando da emissora norte-americana CBS Imagem: Getty Images

Lello Lopes

Do UOL, em São Paulo*

09/09/2018 16h53

Leslie Moonves, um dos homens mais poderosos de Hollywood, vai deixar o cargo de CEO da CBS após novas acusações de assédio virem à tona, informaram vários órgãos da imprensa americana neste domingo (9). Ele comanda a empresa desde 2003. 

Os detalhes da mudança de um dos maiores grupos de comunicação do mundo devem ser anunciados nesta segunda-feira (10). A CBS, no momento, não comenta as novas acusações ou a situação de Moonves na empresa.

Moonves chegou à rede em 1995 e ajudou a transformá-la em uma das líderes de audiência nos EUA. Ele é um dos homens americanos mais poderosos envolvidos na era #MeToo, que no ano passado expôs os casos de abuso protagonizados pelo produtor Harvey Weinstein.

Em julho, seis mulheres, entrevistadas pela revista The New Yorker, afirmam terem sido vítimas do CEO. Quatro delas disseram que ele as tocou ou beijou à força enquanto as outras duas afirmam ter sido intimidadas fisicamente ou com ameaças de que suas carreiras seriam arruinadas. Os fatos teriam acontecido entre a década de 1980 e os anos 2000.

Moonves admitiu ter feito avanços sobre as mulheres "há várias décadas", mas negou tê-las assediado sexualmente.

Neste domingo (9), outras seis mulheres acusaram Moonves de assédio, abuso e violência, em mais uma reportagem da "The New Yorker".

* Com AFP

Entretenimento