PUBLICIDADE
Topo

Rose McGowan se sente "traída" por Asia Argento após acusação de assédio

A atriz Rose McGowan discursa em festival de cinema em Los Angeles, em abril de 2017 - Matt Winkelmeyer/Getty Images for TCM
A atriz Rose McGowan discursa em festival de cinema em Los Angeles, em abril de 2017 Imagem: Matt Winkelmeyer/Getty Images for TCM

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

04/09/2018 09h41

Rose McGowan se sentiu "traída" pela amiga e companheira de ativismo Asia Argento ao saber que ela assediou sexualmente um rapaz menor de idade, o ator Jimmy Bennett.

McGowan, que, assim como Argento, se tornou um dos rostos de maior destaque da campanha #MeToo contra assédio sexual na indústria cinematográfica, disse que a atriz italiana "mentiu" para ela sobre a natureza do relacionamento com Bennett.

McGowan compareceu ao programa "Good Morning Britain" nesta terça (4) para falar do assunto. "Se nós vamos procurar por algum tipo de beleza nesta situação, ela mostra que garotos abusados também tem uma voz. É uma situação horrível, mas os meus sentimentos não são os que importam. Eu espero que haja um processo legal adequado [contra Argento]", comentou.

"Nós já ouvimos tantos homens dividindo suas histórias de abuso dentro do #MeToo. Isso nunca aconteceu antes na história, as pessoas estão surtando e tentando analisar as estatísticas. Minha resposta é sempre: deixe que esse movimento respire, deixe que as pessoas tenham voz", continuou.

A atriz ainda rebateu a insinuação do apresentador Piers Morgan de que várias acusações falsas se infiltraram no meio do movimento, a fim de destruir a carreira dos acusados. "Eu não sei se podemos dizer que qualquer carreira acabou, faz tão pouco tempo que isso aconteceu. É um inferno contar a sua história para o mundo e receber os julgamentos, por isso acho que as acusações falsas não devem ser muitas", respondeu.

Desde que a acusação contra Argento foi exposta, a atriz foi cortada do "X Factor Italia", onde seria uma das juradas, e episódios do reality show "Anthony Bourdain: Parts Unknown" em que ela aparecia foram removidos pela emissora CNN.