Topo

Filmes e séries


Guillermo Del Toro pede por mais filmes dirigidos por mulheres em Veneza

Robyn Beck/AFP Photo
Imagem: Robyn Beck/AFP Photo

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

29/08/2018 09h27

O cineasta Guillermo Del Toro, que serve como presidente do júri no Festival de Veneza 2018, apelou para a organização do evento para que aumente o número de filmes dirigidos por mulheres na seleção dos próximos anos. A informação é da "Variety".

Del Toro falou durante a coletiva de imprensa que deu início ao festival nesta quarta-feira (29). Pelo segundo ano seguido, a seleção principal do Festival de Veneza tem só um filme dirigido por mulher: "The Nightingale", de Jennifer Kent.

"Eu acho que o objetivo tem que ser 50% [de filmes dirigidos por mulheres] até 2020. Se conseguirmos alcançar até 2019, ainda melhor", comentou Del Toro. "Esse é um problema de verdade, na nossa cultura em geral".

"Muitas das vozes que precisam ser ouvidas não estão sendo ouvidas", justificou ainda. "Não é uma questão de estabelecer uma 'cota', mas uma questão de se sincronizar ao tempo em que vivemos, ao momento em que estamos tendo essa conversa. Eu acho que isso é necessário há décadas, senão séculos. Não é uma polêmica, é um problema de verdade".

O diretor mexicano, que neste ano ganhou o Oscar por "A Forma da Água", adicionou ainda que está conectado a cinco filmes no momento como produtor - três deles com diretoras mulheres.

Quando a seleção do Festival de Veneza foi divulgada, o diretor artístico do evento, Alberto Barbera, se comprometeu com mais diversidade nas próximas edições, mas disse que se demitiria caso uma "cota de diretoras mulheres" fosse imposta à seleção.

Apesar dos protestos de Barbera, a "Variety" informa que uma carta oficial prometendo o aumento da representação feminina em Veneza deve ser assinada pelos diretores do festival ainda nesta semana.