PUBLICIDADE
Topo

Slayer põe América do Sul na rota de sua turnê de despedida

O vocalista Tom Araya, do Slayer - Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo
O vocalista Tom Araya, do Slayer Imagem: Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

27/08/2018 14h01

A América do Sul - e, consequentemente o Brasil - está na rota da turnê de despedida do Slayer. A banda, um dos pilares do thrash metal, anunciou neste ano que vai encerrar suas atividades e iniciou um giro mundial para dar adeus.

Em um comunicado à imprensa, reproduzido pelo site "Blabbermouth", a banda anunciou que estenderá esta turnê para 2019. O Slayer diz que isso já era previsto e agora o torna oficial. Apesar de não divulgar datas, o grupo disse que passará por América do Sul, Austrália e Japão no próximo ano.

A última vez em que o Slayer veio ao Brasil foi em 2017.

"Sempre soubemos que essa turnê nos levaria até 2019. Estamos maravilhados com a resposta do público aqui na América do Norte. Ouvimos de gente que dirigiu por cinco ou seis horas para vir de outras cidades nos ver. Vamos ao maior número possível de lugares para facilitar que as pessoas possam nos ver e deem seu adeus", afirmou o guitarrista Kerry King.

Vocalista e baixista, Tom Araya complementou: "Nós ainda temos alguns lugares que queremos visitar no próximo ano, então, fiquem ligados e obrigado por tudo!"

O anúncio da despedida do Slayer aconteceu em janeiro, e a banda iniciou uma extensa turnê nos Estados Unidos, dividida em duas partes. A próxima perna da tour é uma viagem para a Europa, em novembro e dezembro.

Hoje o Slayer conta com Tom Araya, Kerry King, o guitarrista Gary Holt e o baterista Paul Bostaph e, além dos clássicos e da despedida, eles promovem o derradeiro disco da banda, "Repentless" (2015), o primeiro desde a morte do guitarrista Jeff Hanneman.