Topo

Entretenimento


FBI investiga vigarista que se passa por mulheres poderosas de Hollywood

iStock
Vigarista se passa por expoentes de Hollywood para enganar vítimas Imagem: iStock

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

27/08/2018 17h23

Oficiais do FBI e da polícia de Nova York abriram investigações paralelas para descobrir a identidade de um vigarista que há anos se faz passar, ao telefone, por mulheres poderosas de Hollywood. A informação é do "The Hollywood Reporter".

De acordo com o veículo, que trouxe os golpes à tona em uma reportagem publicada em julho, o criminoso entra em contato com trabalhadores da indústria de entretenimento (fotógrafos, dublês, figurinistas) e propõe projetos, fazendo-se passar por executivas como Amy Pascal (chefe da Sony Pictures) e Kathleen Kennedy (da Lucasfilm), ou mesmo diretoras como Lesli Linka Glatter (de "Homeland").

Uma vez que as vítimas "mordem a isca" e aceitam a proposta, o criminoso pede que elas comprem passagens de avião para a Indonésia e outros itens para trabalhar no projeto, e nunca as reembolsa. As quantias raramente passam de alguns milhares de dólares.

Inicialmente, acreditava-se que a voz ao telefone era de uma mulher, mas inteligência recebida pelo FBI e pela polícia de Nova York sugere que pode se tratar de um homem disfarçando a própria voz. 

Na avaliação de linguistas contratados pelo "The Hollywood Reporter", no entanto, a voz ao telefone é feminina, e possivelmente asiática. A investigação do FBI inclui operações na Europa e na Ásia, onde alguns dos golpes aconteceram.

Enquanto isso, segundo o "The Hollywood Reporter", a falcatrua continua acontecendo. O criminoso se fez passar por mais duas mulheres poderosas de Hollywood, que o veículo não identifica. 

Após a publicação do artigo original, que incluía gravações de duas ligações telefônicas entre vítimas e o vigarista, diversas denúncias e pistas sobre a sua atuação deram gás ao caso. Evidências indicam que o golpe tem acontecido desde 2013, e que passou por várias iterações diferentes.

Nos casos mais recentes, o vigarista tem abandonado o mundo de Hollywood para se passar por milionárias e outras figuras públicas, cujas vidas e reputações podem facilmente ser pesquisadas online.
 

Mais Entretenimento