PUBLICIDADE
Topo

McCartney revela pesadelo recorrente com os Beatles e problemas com álcool

Paul McCartney lança "Egypt Station", seu novo disco, em setembro - Rob Grabowski/Invision/AP
Paul McCartney lança "Egypt Station", seu novo disco, em setembro Imagem: Rob Grabowski/Invision/AP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

23/08/2018 12h20

Paul McCartney revelou em entrevista ao site "Mojo" que tem até hoje um pesadelo recorrente com os Beatles. Segundo o músico, no entanto, há pelo menos um lado bom do sonho: nele, McCartney volta a encontrar seus ex-companheiros de banda que já morreram.

"No meu pesadelo, nós estamos fazendo um show em algum lugar e tudo está soando horrível. As pessoas começam a se levantar e ir embora. Isso aconteceu algumas vezes conosco. O lado bom é que, no sonho, estou com John [Lennon] e George [Harrison] de novo", conta.

O ex-Beatle ainda reflete sobre um período difícil em sua vida, pouco depois da separação da banda, em que teve problemas com o abuso de álcool e drogas. "Eu costumava ficar 'doidão', e muito bêbado, principalmente nessa época. Eu estava triste, e passando por um momento horrível em que alguém estava ameaçando tirar de mim todo o meu dinheiro", relembra.

"Foi uma época difícil em minha vida. Eu me automediquei, com certeza. Eu bebi mais do que deveria, e muito mais do que bebo hoje em dia. São coisas pelas quais você passa na vida", diz ainda.

A experiência com o vício e o papel de amigos como Ringo Starr e Joe Walsh em sua recuperação inspiraram uma faixa do próximo disco de McCartney, intitulada "Happy With You".

"Quando éramos jovens, todo mundo ia para o pub e bebia, era algo alegre. Hoje em dia, se falo com Ringo, percebo que não é bem assim. Ele me diz: 'Se você me der um gole de vodca, terei que beber a garrafa toda'. Agora eu sou um avô, não tenho tempo para isso. Um vovô não pode ficar sentado na sala com uma garrafa de tequila e um baseado", brinca o músico.

O novo álbum de Paul, "Egypt Station", tem lançamento programado para 7 de setembro.