Topo

Música

MC Gui e Gretchen vão estrelar filme sobre a trajetória do Mamonas Assassinas

Divulgação/Andrea Dallevo
O funkeiro MC Gui Imagem: Divulgação/Andrea Dallevo

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

17/08/2018 16h05

O funkeiro MC Gui revelou durante o programa "Ritmo Brasil", da "RedeTV!", que vai participar do filme sobre a banda Mamonas Assassinas. A informação foi confirmada ao UOL por Jorge Santana, primo do vocalista Dinho, que ainda revelou, em entrevista por telefone, que Gretchen e Paloma Bernardi também estão confirmadas no projeto.

"A ideia é uma coisa bem para cima, não vamos relatar nada do acidente, mas, sim, a trajetória deles, o quanto demorou o sucesso e o pouco que se importavam com dinheiro", disse Jorge, um dos responsáveis pelo projeto. O ator Ruy Brisaac, que interpretou Dinho no musical sobre o grupo, vai voltar no papel do vocalista do Mamonas.

"A gente começa a filmar no dia 20 de novembro. O roteiro já foi finalizado pelo Carlos Lombardi. Vamos fazer a série e o longa. A série tem data prevista de lançamento para abril de 2019, e o filme será lançado ano que vem também, mas não temos uma data estipulada", explicou Jorge.

Ainda sem revelar qual será o papel de MC Gui na cinebiografia, Jorge afirmou que convidou o funkeiro após emprestarem a famosa Brasília amarela para um clipe do cantor de 20 anos. A ideia é que youtubers também façam participações no filme, assim como os cantores Daniel e Chitãozinho & Xororó, amigos do Mamonas que foram importantes na vida da banda.

"A gente quer trazer uma nova roupagem, com pessoas falando uma linguagem mais nova, atual, porque na época do Mamonas nem internet tinha", analisou o representante do legado da banda. Entre os influenciadores digitais estão Rezende Evil, que acumula mais de 18 milhões de inscritos no seu canal.

O Mamonas Assassinas ganhou fama nacional em 1995 com o disco homônimo de estreia, que tinha os hits "Pelados em Santos", "Vira-Vira", "Robocop Gay", "Mundo Animal" e "Sabão Crá Crá". "Mamonas Assassinas" vendeu mais de 3 milhões de cópias e ficou conhecido pelo tom cômico das faixas e a mistura do pop rock com sertanejo, brega, heavy metal, pagode e forró.

Este foi o único álbum oficial de estúdio da banda, lançado um ano antes do trágico acidente aéreo que matou os integrantes Dinho, Bento Hinoto, Júlio Rasec, Samuel Reoli e Sérgio Reoli.

A entrevista de MC Gui no "Ritmo Brasil" vai ao ar neste sábado (18), às 19h30.