Topo

Geek

Justiça dá ordem de restrição para proteger Stan Lee de suposto explorador

Jesse Grant/Getty Images
Stan Lee e Keya Morgan em foto de abril deste ano Imagem: Jesse Grant/Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

17/08/2018 16h55

Um velho conhecido de  Stan  Lee, o vendedor de objetos para colecionadores Keya Morgan, terá que ficar longe do quadrinista após a justiça norte-americana aprovar uma ordem de restrição pedida pelo advogado de Lee. A informação é da "Variety".

Morgan é acusado de explorar o seu relacionamento próximo com Lee, que tem 95 anos, para roubar peças de arte, dinheiro e outros itens valiosos de sua casa, totalizando em torno de US$ 5 milhões. 

Além disso, segundo o advogado de Lee, Morgan tentou tirá-lo de sua casa na madrugada do dia 8 de junho para levá-lo a um apartamento, onde pretendia deixá-lo isolado da família. Agora, o vendedor não poderá chegar a menos de 91 metros (100 jardas) de Lee e de sua família.

O quadrinista, conhecido por criar vários dos personagens mais famosos da Marvel, tem passado por vários problemas legais desde a morte de sua mulher, Joan, no ano passado. "Ele está muito bem. Está trabalhando e sua saúde está melhor", garantiu o advogado depois da audiência.

Além de Morgan, Lee está processando Jerry Olivarez, um ex-empresário que ele acusa de roubar US$ 1,4 milhão de suas contas bancárias.