PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Após polêmica, estrelas falsas de Donald Trump são coladas na Calçada da Fama

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

10/08/2018 10h04

Um coletivo de artistas de rua que se denomina The Faction (ou "A Facção") protestou contra a destruição da estrela de Donald Trump na Calçada da Fama de Hollywood usando adesivos para fazer com que várias "cópias" da mesma estrela aparecessem pelo ponto turístico. A informação é do "The Hollywood Reporter".

Segundo os artistas, a ação também manifesta desgosto com a decisão da prefeitura de West Hollywood - cidade vizinha e que não tem jurisdição sobre a Calçada - de recomendar a remoção da estrela de Trump da Calçada da Fama. O conselho municipal citou várias políticas da administração do presidente, além de atitudes pessoais, como acusações de que ele teria maltratado e assediado mulheres, como motivo para a recomendação.

"Tirem a estrela do presidente da Calçada da Fama, e 30 outras aparecerão", disse o coletivo em declaração oficial à imprensa. Segundo o The Faction, a ação custou em torno de mil dólares e foi financiada por "um empreendedor jovem que deseja se manter anônimo".

Os artistas ainda notaram que as estrelas, feitas de vinil adesivo, poderiam durar até dez anos se ninguém as descolasse do chão. Funcionários de lojas que se localizam na frente daqueles trechos da Calçada da Fama, no entanto, trataram de desfazer a intervenção artística. "Se alguém viesse e vandalizasse essas estrelas, era a nossa propriedade que ia sofrer", justificou um deles.

Até agora, em torno de 50 estrelas falsas de Trump foram encontradas por toda a extensão da Calçada da Fama.

Entretenimento