Topo

Filmes e séries


Sony revela planos para filmes do universo Homem-Aranha depois de "Venom"

Reprodução
Tom Hardy assume a forma do simbionte no trailer de "Venom" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

09/08/2018 15h20

A Sony Pictures revelou para a "Variety" os seus planos para os filmes do universo Homem-Aranha após a estreia de "Venom", aventura solo do popular vilão dos quadrinhos, interpretado por Tom Hardy no filme.

Com "Venom" marcado para estreia em 4 de outubro e uma animação, "Homem-Aranha no Aranhaverso", chegando logo após, em 10 de janeiro de 2019, a Sony aposta em "Morbius" para manter o interesse do público na franquia. O projeto vai se focar no vampiro geneticamente modificado que o Homem-Aranha enfrentou em diversas ocasiões dos quadrinhos, e terá o Jared Leto no papel principal. Daniel Espinosa ("Protegendo o Inimigo") deve dirigir.

Enquanto isso, a Sony contratou o roteirista Richard Wenk ("O Protetor 2") para desenvolver um filme do vilão Kraven, o Caçador, e procura escritores para pelo menos outros quatro longas: "Gata Negra", "Silk", "Jackpot" e "Nightwatch".

A vilã Gata Negra originalmente dividiria o filme "Silver & Black" com a heroína Sabre de Prata, sob direção de Gina Prince-Blythewood ("A Vida Secreta das Abelhas"), mas o projeto foi descartado pela Sony, que sentiu que as personagens mereciam longas solo. No processo, devem perder a diretora Blythewood, mas o estúdio garante que vai contratar outra mulher para comandar "Gata Negra".

"Silk" e "Jackpot" também serão filmes ancorados por mulheres nos papéis principais. A primeira é uma heroína coreano-americana que foi mordida pela mesma aranha que transformou Peter Parker em herói, sendo subsequentemente aprisionada pelo vilão Ezekiel em um depósito, onde passou toda a sua infância e adolescência. Já a segunda é uma vigilante ruiva e mascarada que atormenta o Aranha em um polêmico arco das HQs, uma anti-heroína de meia idade que quebra o padrão de juventude do gênero.

Por fim, "Nightwatch" pode ser visto como o projeto "alternativo" da Sony, na veia de "Logan" e "Deadpool". O herói, nos quadrinhos, tem uma história curiosa: antes um médico comum, ele é salvo de um incidente mortal por um vigilante mascarado, que é morto no processo. Mais tarde, ele descobre que o misterioso herói era ele mesmo, em uma versão que veio do futuro. Abraçando o seu destino, ele usa um uniforme inspirado no personagem "Spawn" e ganha poderes como superforça e invisibilidade.