PUBLICIDADE
Topo

Além do popular: Cinco categorias que precisam ser criadas para o Oscar 2019

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

09/08/2018 04h00

A Academia do Oscar revelou na última quarta-feira (08) que vai criar uma nova categoria para filmes mais populares. O que isso significa? Ninguém sabe, já que a organização não entrou em maiores detalhes, pois os "critérios para elegibilidade e outros detalhes serão divulgados posteriormente".

Mesmo sabendo pouco sobre a novidade, a iniciativa dá a entender que muitos blockbusters, cada vez melhores e que sempre foram vistos com desleixo pela Academia, podem finalmente ter seu espaço na cerimônia.

Mas além dos filmes considerados populares, muitas outras categorias poderiam entrar na maior premiação do cinema. Veja abaixo cinco categorias que deveriam ser incluídos no Oscar 2019.

Melhor elenco

Guillermo del Toro recebe a estatueta de melhor filme por "A Forma da Água" no Oscar 2018 - Kevin Winter/Getty Images - Kevin Winter/Getty Images
Guillermo del Toro recebe a estatueta de melhor filme por "A Forma da Água" no Oscar 2018
Imagem: Kevin Winter/Getty Images

Se o prêmio de melhor ator/atriz é muito individualista, o de melhor filme abraça a complexidade do todo. Por que não criar uma categoria em que o elenco geral acaba recebendo a visibiidade necessária? O Globo de Ouro até chegou a ter um destaque semelhante, mas acabou retirando do line-up. Seria o caso, por exemplo, de "O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei", que levantou 11 Oscar em 2004 e não teve nenhum ator e atriz indicados para prêmios individuais.

Melhor produção de streaming

Cena do filme "Okja", produzido pela Netflix - Reprodução - Reprodução
Cena do filme "Okja", produzido pela Netflix
Imagem: Reprodução

Os serviços de streaming são uma realidade, quer a indústria cinematográfica queira ou não. Diversas produções da Netflix e da Amazon Prime, por exemplo, ganharam destaque tanto pela crítica especializada quanto pelo público, como "Você Nunca Esteve Realmente Aqui" e "Okja". Já que há uma certa rixa entre os figurões do cinema e as plataformas de streaming, o espaço poderia separar o cinema mais "tradicional" com a nova tendência. 

Melhor dublagem e captação de movimento

Efeitos visuais em "Planeta dos Macacos: A Guerra" - Reprodução/YouTube - Reprodução/YouTube
Efeitos visuais em "Planeta dos Macacos: A Guerra"
Imagem: Reprodução/YouTube

Hollywood sempre deu valor para as animações, mas nunca para aqueles que emprestam sua voz para os personagens. A tecnologia de hoje na indústria ainda possibilita brincar um pouco com o tema, dando ênfase também para a união da captação de movimento. Muitos nomes em Hollywood defendem uma categoria específica para o tema, justamente pelo trabalho complexo ao unir tecnologia com atuação.

Melhor trailer

Nada atrai tanto a atenção para um filme do que o trailer. E olha que as produtoras estão caprichando cada vez mais. Tudo bem que em algumas ocasiões as pessoas acabam enganadas -- houve até quem processou a Warner Bros. por propaganda enganosa nas prévias de "Esquadrão Suicida" --, mas aqueles poucos minutos são essenciais para decidir o futuro de um filme. Entre os recentes, "Shazam!" poderia ser destaque na premiação do ano que vem, assim como "Vidro".

Melhor filme de estreia

Harvey Keitel e Tim Roth em cena de "Cães de Aluguel" (1992) - Divulgação - Divulgação
Harvey Keitel e Tim Roth em cena de "Cães de Aluguel" (1992)
Imagem: Divulgação

Para valorizar a nova sagra de diretores chegando a Hollywood, o Oscar poderia abrir uma oportunidade de premiar os cineastas que estão engatinhando na carreira. A categoria iria condecorar tanto os diretores norte-americanos quanto os estrangeiros, em uma categoria que teria as mesmas características de um prêmio de revelação do ano na sétima arte. Caso a categoria já existisse, talvez Quentin Tarantino poderia ter se consagrado com "Cães de Aluguel" ou até mesmo Steve McQueen com "Fome".