PUBLICIDADE
Topo

Lindsay Lohan diz que denunciar assédio faz mulheres "parecerem fracas"

Lindsay Lohan posa ao lado do produtor Harvey Weisntein, acusado de assédio por dezenas de mulheres - Getty Images
Lindsay Lohan posa ao lado do produtor Harvey Weisntein, acusado de assédio por dezenas de mulheres Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

08/08/2018 16h10

A atriz Lindsay Lohan expressou, durante entrevista ao britânico "The Times", suas ressalvas ao movimento #MeToo e às denúncias de assédio sexual que se espalharam por Hollywood desde o ano passado.

"Eu não tenho realmente o que falar sobre isso", começa a atriz. "Não posso falar sobre algo que não vivi, certo? Olha, eu apoio muito as mulheres. Todo mundo passa por coisas diferentes, de maneiras diferentes."

Lindsay, no entanto, diz que o assédio sexual deve ser denunciado "no momento em que acontece". "Você torna aquilo real indo até a polícia e fazendo uma denúncia. Eu realmente vou me odiar por dizer isso, mas eu acho que falar contra esse tipo de coisa [como o assédio sexual] faz as mulheres parecerem fracas, quando não são."

"Você vê tantas garotas que aparecem, que nem mesmo sabem quem são, e estão fazendo isso pela atenção", continua. "Isso está tirando a atenção dos fatos [e denúncias] que realmente aconteceram."

No ano passado, após denúncias de assédio sexual surgirem contra o produtor Harvey Weinstein, Lindsay Lohan defendeu o magnata, com quem trabalhou várias vezes durante sua carreira. "Eu me sinto mal por ele. Eu não acho que é certo o que está acontecendo com ele", disse a atriz, na época, em vídeo no Instagram.

A atriz atualmente trabalha em um "reality show" na MTV, que acompanhará sua nova vida como proprietária de três boates na Grécia. "Lohan Beach Club" ainda não tem data de estreia definida.