PUBLICIDADE
Topo

Seth Rogen pede desculpas por uso de "blackface" em filme produzido por ele

Filme produzido por Seth Rogen enfrenta acusações de "blackface" - Reprodução/TMZ
Filme produzido por Seth Rogen enfrenta acusações de "blackface" Imagem: Reprodução/TMZ

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

03/08/2018 10h17

Seth Rogen pediu desculpas pelo uso de "blackface" nas filmagens do filme "Good Boys", coproduzido por ele. O caso em que um dublê foi maquiado para aparentar um tom de pele mais escuro veio à tona após fotos vazadas pelo "TMZ".

Em declaração oficial publicada pelo "Digital Spy", Rogen escreve: "Eu devo começar dizendo que isso não deveria ter acontecido, e eu sinto muito. Eu não vou dar nenhum tipo de desculpas para isso. Eu apenas direi que, assim que fiquei sabendo, intervim para que essa prática parasse".

"Eu dou a minha palavra que, em todos os projetos meus ou do meu time, vou tomar todas as precauções para que nada similar volte a acontecer", continua. "Estou tendo conversas com a equipe de produção para achar a melhor maneira de implementar isso. Preciso ser ativo nesse sentido. Reagir não é o bastante".

Foto do ator Keith L. Williams - Divulgação - Divulgação
Foto do ator Keith L. Williams
Imagem: Divulgação

O dublê fotografado com a maquiagem atuava em cena no lugar do ator Keith L. Williams, conhecido por sua participação na série "O Último Cara da Terra". A produção de "Good Boys", que acontece na cidade canadense de Vancouver, inicialmente respondeu à polêmica dizendo que "não é incomum usar maquiagem para igualar os tons de peles de atores e dublês".

Segundo a sinopse liberada pelos produtores, "Good Boys" acompanha um grupo de garotos à beira da adolescência que parte em uma jornada épica pelo vale de San Fernando, nos Estados Unidos, a fim de consertar um brinquedo quebrado antes que seus pais cheguem em casa.

Lee Eisenberg e Gene Stupnitsky ("The Office") escrevem e dirigem a produção, que tem data marcada para 16 de agosto de 2019 nos Estados Unidos - sem previsão no Brasil.

Em janeiro, a Disney enfrentou acusações semelhantes na produção do remake com atores de "Aladdin", que foi denunciada por usar maquiagem para escurecer a pele de figurantes caucasianos. O estúdio retrucou que os figurantes em questão precisavam ter habilidades especiais, como malabarismo e dança, e que a contratação foi feita com base nisso, ao invés da cor de pele.