PUBLICIDADE
Topo

Filme do "Ursinho Pooh" é barrado na China por comparações com presidente

Cena do filme "Christopher Robin", do Ursinho Pooh - Divulgação
Cena do filme 'Christopher Robin", do Ursinho Pooh Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

03/08/2018 10h58

O filme "Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível" não vai ser exibido na China, e o motivo é bem curioso. Segundo o "The Hollywood Reporter", a produção da Disney que traz de volta o Ursinho Pooh foi barrada no país asiático por conta das comparações, feitas por opositores políticos, entre o clássico personagem e o atual presidente do país, Xi Jinping.

Oficialmente, as autoridades chinesas não deram nenhum motivo para o bloqueio da estreia do filme. No entanto, imagens do Ursinho Pooh na mídia chinesa tem sido censuradas até mesmo nas redes sociais, visto que o personagem virou uma espécie de símbolo provocativo da resistência contra o Partido Comunista, que tem o poder no país.

Até a HBO sofreu as consequências quando o talk show "Last Week Tonight", do comediante John Oliver, resolveu fazer piada com a comparação entre o personagem e o líder político. A emissora foi tirada do ar no país quando o episódio iria ao ar.

Em "Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível", o personagem título reaparece crescido e interpretado por Ewan McGregor ("Star Wars"). Ele reencontra Pooh e sua turma, os seus amigos de infância, quando eles o procuram para pedir sua ajuda em uma emergência.

Com Hayley Atwell ("Agente Carter") na pele da mulher do protagonista e Marc Forster ("Em Busca da Terra do Nunca") na direção, o filme chega aos cinemas brasileiros em 16 de agosto.