PUBLICIDADE
Topo

Após incêndio, atração interativa do Museu da Língua Portuguesa volta a SP

Praça da Língua está aberta na Bienal do Livro de SP - Iwi Onodera/UOL
Praça da Língua está aberta na Bienal do Livro de SP Imagem: Iwi Onodera/UOL

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

03/08/2018 16h59

A 25ª Bienal Internacional do Livro chega com uma novidade: o retorno da Praça da Língua. A experiência-símbolo dá as caras pela primeira vez em São Paulo desde o incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa em 2015, em um espetáculo imersivo de som e luz.

A instalação audiovisual é uma espécie de "planetário do idioma", que homenageia a língua portuguesa escrita, falada e cantada, e sempre foi um dos principais destaques do espaço cultural em reconstrução na Estação da Luz. 

Para começar, o visitante entra em uma sala escura lotada de almofadas para ouvir os extratos do áudio original do Museu, com trechos de poesia, prosa e música de Carlos Drummond de Andrade e Dorival Caymmi passando por Nelson Rodrigues. Entre os intérpretes das obras estão Maria Bethânia, Zélia Duncan, Zé Celso e Matheus Nachtergaele.

Público pode interagir com atividades na Praça da Língua, na Bienal de SP - Iwi Onodera/UOL - Iwi Onodera/UOL
Público pode interagir com atividades na Praça da Língua, na Bienal de SP
Imagem: Iwi Onodera/UOL

Além da iniciativa, o espaço do Museu ainda tem a Praça Educativa, que traz atividades interativas para o público. Quem passa pelo local pode construir a própria história em roletas, perceber as diferenças regionais da língua portuguesa e de seus falantes -- como se diz em Portugal, "laurear o queijo", ou, simplesmente, passear pela cultura da língua.

No espaço também estão disponíveis maquetes do museu e cubos com expressões típicas para descobrir curiosidades de outros países lusófonos -- Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Portugal, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Ao lado, um caminhão itinerante da EDP, maior parceira do Museu da Língua Portuguesa na reforma do espaço tem mais brincadeiras curiosas. É possível até gravar um vídeo em que você arrisca outros sotaques. Tem paulista, gaúcho, cearense, mineiro e mais. O registro é enviado direto para o seu e-mail.

Espaço reúne diversas ativações audiovisuais e interativas para o público - Iwi Onodera/UOL - Iwi Onodera/UOL
Espaço reúne diversas ativações audiovisuais e interativas para o público
Imagem: Iwi Onodera/UOL

Já para os saudosos pelo quadro "Soletrando", do Luciano Huck, há uma máquina em que você precisa escrever a palavra que acabou de ouvir. Quem acertar quatro palavras ganha um livro clássico da literatura brasileiro.

O término da reforma no Museu da Língua Portuguesa está previsto para o segundo semestre de 2019. A Praça da Língua fica na Bienal do Livro vai de quinta-feira (02) até o domingo (05) no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Serviço:

Bienal Internacional do Livro de São Paulo
Endereço: Pavilhão do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1209. São Paulo
Datas: De 3 a 12 de agosto
Horário: das 9h às 22h
Ingressos: R$ 12,50 (meia) R$ 25 (inteira)
Site oficial: http://www.bienaldolivrosp.com.br/