PUBLICIDADE
Topo

Ação de guarda-costas de Demi Lovato pode ter salvo a cantora, diz site

Demi Lovato durante seu show no Rock in Rio Lisboa, em junho - Miguel Riopa/AFP
Demi Lovato durante seu show no Rock in Rio Lisboa, em junho Imagem: Miguel Riopa/AFP

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

03/08/2018 07h02

Demi Lovato segue internada nos EUA, com a expectativa de que saia do hospital e seja internada em uma clínica de reabilitação. Enquanto isso, o site "TMZ" trouxe mais detalhes de como foi o resgate da cantora. O susto teria sido tão grande, que uma assistente achou que Demi estava morta; já um guarda-costas agiu nos primeiros socorros e pode ter salvo a vida da estrela do pop.

Segundo o "TMZ", a assistente encontrou Demi Lovato deitada em sua cama, com sangue no travesseiro e aparentemente sem respirar. "Ela está morta, ela está morta", gritou ela, de acordo com fontes ouvidas pelo site. 

O guarda-costas teria entrado e presenciado a assistente gritando e, vendo a gravidade da situação, tentou ajudar nos primeiros socorros enquanto eles aguardavam pela chegada da equipe de emergência. Ele teria limpado as vias aéreas de Demi para ajudá-la a respirar -- algo que pode ter sido fundamental no resgate.

Já se sabia anteriormente que os paramédicos usaram Narcan, um medicamento que reverte os efeitos de uma overdose por substâncias que contém opioides. 

Demi Lovato teve uma recaída recente nas drogas, depois de seis anos limpa, tendo retratado esse período em uma canção lançada neste ano, "Sober" (sóbria, em português).

LEIA TAMBÉM

Reabilitação

Ainda segundo o "TMZ", Demi Lovato está prestes a ter alta do hospital e aceitou ir para a reabilitação, um plano que sua família já vinha tentando emplacar pacientemente - já que o quadro após a overdose foi delicado e precisou de dias para que ela se recuperasse.

Uma fonte ouvida pelo site disse que "ela pode deixar o hospital a qualquer momento agora". Daí, ela deve partir para a clínica de reabilitação, não revelada.

Segundo a "Entertainment Tonight", uma fonte afirmou que Demi está "muito melhor".

"Demi ficou no hospital por mais de uma semana, porque queriam um monitoramento médico profissional. Ela ficou doente durante a internação e os médicos quiseram garantir que ela só sairia se estivesse bem. Demi disse às pessoas próximas a ela que está séria sobre voltar à sobriedade e quer manter uma vida saudável, virando essa página", disse a pessoa próxima à família da cantora.