PUBLICIDADE
Topo

Sony adquire o espólio remanescente de Michael Jackson que pertencia a EMI

Michael Jackson se apresenta no intervalo do Super Bowl XXVII em 1993 - Mike Powell /Allsport/Getty Images
Michael Jackson se apresenta no intervalo do Super Bowl XXVII em 1993 Imagem: Mike Powell /Allsport/Getty Images

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

31/07/2018 07h05

Após anunciar na noite desta segunda-feira (30) os resultados financeiros do último trimestre, a Sony revelou que adquiriu o espólio de Michael Jackson que ainda pertencia a EMI, pagando um total de US$ 287,5 milhões.

Esta aquisição é o primeiro movimento da Sony em seu processo de compra da EMI Music Publishing de um consórcio de investidores, que ainda precisa ser examinado pelas agências regulatórias do governo.

No acordo, a Sony concordou em pagar US$ 2,3 bilhões para adquirir a EMI, além de assumir a dívida da EMI de US$ 1,359 bihão. Quando a Sony finalizar a aquisição da EMI (e for aprovada pelas agências regulatorias), a EMI Music Publishing se tornará uma subsidiária integral da Sony Corp e, provavelmente, será incorporada a Sony/ATV.

Em 2016, a Sony já havia adquirido 50% da participação que os herdeiros de Michael Jackson tinham com a Sony/ATV, o maior catálogo de música do mundo. A família recebeu na ocasião US$ 750 milhões.