PUBLICIDADE
Topo

Sem tatuagens, Guimê retoma suas origens em "Muito Dinheiro Nunca É Demais"

MC Guimê aparece sem tatuagens no clipe de "Muito Dinheiro Nunca É Demais" - Reprodução/YouTube
MC Guimê aparece sem tatuagens no clipe de "Muito Dinheiro Nunca É Demais" Imagem: Reprodução/YouTube

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

27/07/2018 19h20

MC Guimê retoma suas origens no clipe de "Muito Dinheiro Nunca É Demais". Em várias perspectivas. O funkeiro aparece na primeira parte do vídeo com as tatuagens totalmente cobertas, e mostra uma face praticamente desconhecida do público. Os desenhos que cobrem até o rosto são sua marca registrada.

Além disso, o MC leva a sério a ostentação - subgênero do funk que ele ajudou a difundir pelo Brasil no início da carreira - quando brinca com uma quantidade generosa de notas de dinheiro na segunda parte do clipe.

"Senti a necessidade de contar um pouco da minha origem nesse trabalho, criando uma história parecida com a minha, mesmo sendo fictícia, para incentivar os jovens que têm um sonho, assim como eu, também trouxe a batida de funk presente em minhas primeiras canções, como muitos fãs estavam pedindo", explica Guimê sobre a ideia para ilustrar a nova música.

A história do clipe de "Muito Dinheiro Nunca É Demais" mostra um limpador de piscina que escreve suas letras de música no tempo livre, ao mesmo tempo em que é humilhado pelos patrões milionários. Um tempo depois ele alcança a fama e ostenta mais dinheiro e joias do que aqueles que antes o humilharam.

A composição é própria, e Guimê chegou a usar seu nome na letra. "O ouro amarelo reflete o sonho de moleque. Senhor Dantas Filho construiu um castelo bem belo com as pedras que me atiraram no caminho", diz um dos trechos cantados por MC Guimê, cujo nome real é Guilherme Aparecido Dantas.

Gravado em uma mansão no Guarujá, no litoral sul de São Paulo, o videoclipe tem direção de Tico Fernandes e produção da KondZilla Filmes.