PUBLICIDADE
Topo

Em sua maior aquisição, Netflix compra direitos de "Mogli" e o tira dos cinemas

Cena do filme "Mogli", dirigido por Andy Serkis - Reprodução
Cena do filme "Mogli", dirigido por Andy Serkis Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

27/07/2018 13h58

Em sua maior aquisição até hoje, a Netflix comprou os direitos de distribuição mundial de "Mogli: O Livro da Selva", nova versão do conto clássico, produzida originalmente pela Warner. O filme, anteriormente marcado para estreia nos cinemas convencionais em 18 de outubro de 2018, agora chegará apenas no serviço de streaming em 2019.

Segundo o "Deadline", essa é a primeira vez que a Netflix compra um blockbuster já finalizado de um dos grandes estúdios de Hollywood. Astros como Christian Bale ("Batman Begins"), Cate Blanchett ("Oito Mulheres e Um Segredo"), Benedict Cumberbatch ("Doutor Estranho") e Naomie Harris ("Moonlight: Sob a Luz do Luar") fazem parte do elenco.

Andy Serkis, conhecido por promover a captura de performance digital em Hollywood, vai dirigir e estrelar na pele do uso Baloo. Serkis trouxe, com seu Gollum de "O Senhor dos Anéis", maior notoriedade para o processo em que atores tem seus movimentos e expressões capturados por sensores e aplicados a personagens criados digitalmente.

A história de "Mogli: O Livro da Selva" é bem conhecida dos fãs da animação da Disney ou de sua versão live-action, feita em 2016. Nela, o jovem órfão do título é criado por lobos no meio da floresta, mas se vê preso entre dois mundos quando precisa enfrentar o vilanesco tigre Shere Khan.

O novo filme traz uma visão mais sombria da trama, inspirada pelo livro original de Rudyard Kipling. A Netflix ainda não marcou data para o lançamento