PUBLICIDADE
Topo

Criador de Thanos defende James Gunn: "Disney aceitou um argumento ridículo"

Jim Starlin, um dos criadores de Thanos - Reprodução/Facebook
Jim Starlin, um dos criadores de Thanos Imagem: Reprodução/Facebook

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

24/07/2018 08h22

Um dos criadores de Thanos, Jim Starlin é mais um famoso a vir a público defender James Gunn após a demissão da Disney. Gunn, que era diretor da série de filmes “Guardiões da Galáxia”, foi desligado do estúdio quando ressurgiram tuítes antigos dele, fazendo piadas com estupro e pedofilia.

Em seu Facebook, Starlin disse que a Disney tomou uma decisão equivocada. “Depois de alguns dias para pensar na controvérsia entre James Gunn e Disney, eu cheguei à conclusão de que o ‘rato’ foi manipulado”, disse ele, referindo-se à Disney.

“Sim, os tuítes de uma década atrás de Gunn foram estúpidos e nojentos, mas claramente ele estava mais sendo provocativo do que defendendo uma causa. Toda essa controvérsia foi movida por dois caras da Breitbart [site de extrema direita], John Nolte e Mike Cernovich, em resposta à demissão de Roseanne Barr por seus tuítes cheios de ódio e racismo. Eu tenho de concordar com [Dave] Bautista, a Disney aceitou um argumento ridículo e tomou uma péssima decisão", opinou Starlin.

Enquanto a polêmica segue quente, um abaixo-assinado pede que Gunn seja recontratado. Até agora, são 254 mil assinaturas em favor do diretor.