PUBLICIDADE
Topo

HBO anuncia 15 produções nacionais, e aposta em funk carioca e Gilberto Gil

Capa do disco "Refavela", de Gilberto Gil - Reprodução
Capa do disco "Refavela", de Gilberto Gil Imagem: Reprodução

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

23/07/2018 16h14

A HBO anunciou nesta segunda-feira (23) que está trabalhando em 15 novas produções nacionais, entre elas uma série que investigará o funk carioca e um documentário sobre os 40 anos de "Refavela", disco icônico de Gilberto Gil.

Além das produções voltadas à area musical, o canal ainda vai celebrar ícones femininos e abordar temas como economia, política, imigração, arquitetura e violência nos 15 programas, que são parte da celebração de 15 anos de produção original do canal pago na América Latina.

"Funk.Doc" tem direção de Luiz Bolognesi e fala das origens do gênero, sua aproximação com a violência, sua forte carga sexual, a estética musical e poética, e sua expansão para outros países. A série terá cinco episódios de 30 minutos cada.

Já "Refavela 40" revisita o disco de Gilberto Gil 40 anos depois de seu lançamento, completados no ano passado. No documentário, o músico baiano conta como sua experiência na Nigéria e a relação entre as culturas aficana e brasileira contribuiu para o álbum. 

Ainda na safra musical, "Clubversão Latino" convida artistas de toda a América Latina para cantar com músicos brasileiros. Participam Gilberto Gil, Milton Nascimento, Jards Macalé, Zeca Pagodinho, Daniela Mercury, Zeca Baleiro, Wilson das Neves, Emicida, Zelia Duncan, Geraldo Azevedo, entre outros.

A série já tinha tido outras duas temporadas apenas como "Clubversão" e volta com 26 episódios com direção artística de Fabio  Pinczowski. A ideia é recriar músicas consagradas a cada episódio.

Outros temas

Na safra de economia, foram anunciadas as séries "O Plano" e "12 Moedas". A primeira contará a história das pessoas que foram atingidas pelo confisco do plano Collor, e a segunda fala sobre as 12 mudanças de moedas no Brasil desde 1822.

"Apenas Meninas", "Em Busca de Anselmo", "Em Nome dos Pais" e "Rompendo o Silêncio" contarão histórias de violência, como casamento infantil, ditadura militar, e violência no ambiente universitário.

Bianca Comparato - Felipe Panfili / AgNews - Felipe Panfili / AgNews
Bianca Comparato, criadora e diretora de "O Elogio da Liberdade"
Imagem: Felipe Panfili / AgNews

Ícones femininos serão retratados em "Bertha Lutz", sobre a representante brasileira na conferência que estabeleceu as bases para a formação da ONU, "Elas no Singular", que contará a história de grandes escritoras brasileiras e "O Elogio da Liberdade", documentário de 90 minutos criado e dirigido pela atriz Bianca Comparato que fala sobre a incansável luta de uma mulher pelo direito de viver sua vida em liberdade.

Completam a lista das 15 novas produções nacionais "Babel SP", "Arquis" e "Dia Um". A primeira sobre imigração em São Paulo, a segunda sobre arquitetura nas principais cidades da América Latina e terceira sobre primeiras experiências. Como os títulos anunciados estão em diferentes estágios de produção, as datas de lançamento ainda não foram divulgadas.