PUBLICIDADE
Topo

Cobrado por posicionamento, Gil dá opinião sobre "vil situação" em música

Gilberto Gil em show com Ivete Sangalo em junho, no Allianz Parque, em São Paulo - Francisco Cepeda/AgNews
Gilberto Gil em show com Ivete Sangalo em junho, no Allianz Parque, em São Paulo Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Tiago Dias

Do UOL, em São Paulo

20/07/2018 15h37

Nesta semana, o Instagram de Gilberto Gil apareceu sem fotos. No lugar, apenas um vídeo com imagens de entrevistas e programas de TV onde ele opina sobre Deus, saúde e política. "Lula é um preso político ou um político preso?", pergunta o cantor, enquanto na tela surgem supostas perguntas de internautas, como "Qual sua opinião sobre os dias de hoje?".

A ação é um aviso aos fãs. Após oito anos sem um disco de inéditas, o compositor baiano está prestes a lançar um novo trabalho em agosto, em que parece dar algumas dessas respostas. Ou, ao melhor estilo do cancioneiro zen do baiano, filosofar sobre as certezas e as imprecisões dessas pautas.

O primeiro single, "Ok Ok Ok", que dá nome ao novo trabalho, chegou às plataformas de streaming na manhã desta sexta-feira (20) e versa justamente sobre a cobrança para que Gil opine sobre a "vil situação", "enquanto os ratos roem o poder e os corações da multidão aos prantos".

Mesmo dizendo que seu "papo reto sai sobre patins a deslizar sobre os alvos e as metas", Gil parece dar um recado: "Dos tantos que me preferem calado / Poucos deles falam em meu favor / A maior parte adere ao coro irado / Dos que me ferem com ódio e terror".

Para quem acha os versos muito cifrados, o UOL apurou que Gil está cotado para ser a principal atração do Festival Lula Livre, evento que vai reunir, no dia 28 de julho no Rio de Janeiro, diversos artistas em um ato contra a prisão do ex-presidente. O evento foi convocado através de manifesto assinado por Chico Buarque e Martinho da Vila, entre outros.

Primeiro repertório inédito gravado por Gil desde "Fé na Festa" (2010), o disco com 12 músicas tem produção do seu filho Bem e reúne a nova safra de composições que se iniciou em 2016, após o músico passar por internações e uma biópsia no coração.

Veja a letra de "Ok Ok Ok":

Ok, ok, ok, ok, ok, ok

Já sei que querem a minha opinião

Um papo reto sobre o que eu pensei

Como interpreto a tal, a vil situação

Penúria, fúria, clamor, desencanto

Substantivos duros de roer

Enquanto os ratos roem o poder

Os corações da multidão aos prantos

Alguns sugerem que eu saia no grito

Outros que eu me quede quieto e mudo

E eis que alguém me pede “encarne o mito”

“Seja nosso herói”, “resolva tudo”

Dos tantos que me preferem calado

Poucos deles falam em meu favor

A maior parte adere ao coro irado

Dos que me ferem com ódio e terror

Já para os que me querem mais ativo

Mais solidário com o sofrer do pobre

Espero que minha alma seja nobre

O suficiente enquanto eu estiver vivo

Ok, ok, ok, ok, ok, ok

Ainda querem a minha opinião

Um papo reto sobre o que eu pensei

Como interpreto a tal, a vil situação

Que o nobre, nobre mesmo, amava os seus

Prezava mais o zelo e a compaixão

Tratava seu vassalo com afeição

A mesma que pelo cão e o cavalo

Então não falo, músico e poeta,

Me calo sobre as certezas e os fins

Meu papo reto sai sobre patins

A deslizar sobre os alvos e as metas

Ok, ok, ok, ok, ok, ok

Sei que não dei nenhuma opinião

É que eu pensei, pensei, pensei, pensei

Palavras dizem sim, os fatos dizem não