PUBLICIDADE
Topo

Diretor relata "experiências sobrenaturais" nos bastidores de "A Freira"

"A Freira" é spin-off de "Invocação do Mal"  - Reprodução
"A Freira" é spin-off de "Invocação do Mal" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

19/07/2018 16h49

A produtora New Line, conhecida pelos filmes de terror como "Invocação do Mal" e "It: A Coisa", chama o seu painel anual na Comic-Con de "ScareDiego", em referência à cidade onde o evento acontece (San Diego, nos Estados Unidos) e à palavra inglesa para "susto". Bom, susto foi o que não faltou na edição 2018 da ScareDiego, em que o estúdio apresentou novidades de dois filmes de terror aguardadíssimos.

O destaque ficou para "A Freira", spin-off da franquia "Invocação do Mal" que tem estreia marcada para 6 de setembro no Brasil. A atriz Taissa Farmiga ("American Horror Story") compareceu ao painel ao lado do diretor Corin Hardy ("A Maldição da Floresta") e do criador da franquia, James Wan.

A equipe revelou que "A Freira" foi filmado em locação, nos castelos, conventos e vilas rurais da Romênia onde se passa a história. "Tivemos até mesmo algumas experiências sobrenaturais no set", brincou Hardy, contando a história de uma cena filmada no escuro em que ele entrou em uma sala e assistiu ao take em seu monitor, apenas para descobrir, quando gritou "corta!", que sua equipe não estava mais lá.

Os clipes mostrados no painel revelaram que "A Freira" vai mostrar uma noviça e um padre que são enviados pelo Vaticano para investigar as aparições da freira demoníaca que conhecemos em "Invocação do Mal 2". O "The Hollywood Reporter" descreveu as cenas como tendo um estilo mais "trash" em relação aos outros filmes da franquia, remontando aos clássicos de terror dos anos 1950.

Depois de "A Freira", a New Line revelou mais sobre outro filme de terror: "La Llorona", estrelado por Linda Cardellini ("Vingadores: Era de Ultron") e baseado na lenda mexicana sobre o fantasma de uma mulher em prantos que, em vida, afogou seus próprios filhos - e agora vaga pelo mundo sequestrando outras crianças para a dimensão espiritual.

A atriz venezuelana Patricia Velasquez ("A Múmia"), que tem papel no filme, tranquilizou o público latino garantindo que "La Llorona" foi feito com "muito respeito pela lenda original". O filme se passa nos anos 1970, o que a protagonista Cardellini disse que foi o principal motivo pelo qual aceitou o papel: "Hoje em dia, com filmes de terror, os personagens podem simplesmente procurar sobre a assombração no Google. No nosso filme, isso não é possível, então há um ambiente mais autêntico".

"La Llorona" tem estreia marcada para 19 de abril de 2019 nos Estados Unidos, ainda sem confirmação no Brasil.