PUBLICIDADE
Topo

Chico Buarque concorre sozinho a melhor canção no Prêmio da Música Brasileira

Tiago Dias

Do UOL, em São Paulo

17/07/2018 13h14

O Prêmio da Música Brasileira divulgou nesta terça-feira (17) a lista de indicados de sua 29ª edição e era de se esperar que “Caravanas” (2017), primeiro disco de inéditas de Chico Buarque em seis anos, tivesse destaque. Mas seu trabalho conseguiu a façanha de monopolizar a categoria de melhor canção.

Ele concorre sozinho ao prêmio com as três canções indicadas: “Caravanas”, “Massarandupió” (dele e de seu neto, Chico Brown) e “Tua Cantiga” (dele e de Cristóvão Bastos).

Chico ainda disputa com Dori Caymmi ("Voz de Mágoa") e João Bosco ("Mano que Zuera") o prêmio de melhor álbum.

O compositor divide a liderança com Mario Adnet , que concorre duas vezes como arranjador, pelo álbum solo “Saudade Maravilhosa” e por “Jobim Orquestra e Convidados”, álbum dele e de Paulo Jobim, presente também nas categorias projeto especial e DVD.

O cantor e compositor Luiz Melodia, que saiu de cena no ano passado, será o homenageado do ano.

Os vencedores escolhidos por um júri de músicos, pesquisadores e jornalistas serão conhecidos no dia 15 de agosto, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com transmissão ao vivo no Canal Brasil e no canal da premiação no YouTube.

Veja os indicados:

MELHOR CANÇÃO

"As Caravanas", de Chico Buarque
"Massarandupió", de Chico Brown e Chico Buarque
"Tua Cantiga", de Cristóvão Bastos e Chico Buarque

ARRANJADOR

Flávio Mendes  por ‘Danilo Caymmi – canta Tom Jobim’, de Danilo Caymmi
Mario Adnet  por ‘Saudade Maravilhosa’, de Mario Adnet
Mario Adnet por ‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet

REVELAÇÃO

Almério (‘Desempena’)
Pedro Franco (‘Pedro Franco’)
Tim Bernardes  (‘Recomeçar’)

CANÇÃO POPULAR

Álbum

'Canções de Roberto e Erasmo’, de Angela Maria, produtor Thiago Marques Luiz
‘BIXA’, de As Bahias e A Cozinha Mineira, produtores Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral
‘Coração’, de Johnny Hooker, produtor Leo D

Cantor

Leo Russo (‘Canto do Leo’)
Roberto Carlos (‘Roberto Carlos’)
Tibério Azul (‘Líquido’)

Cantora

Alcione (‘Boleros’)
Amelinha (‘De primeira grandeza, as canções de Belchior’)
Angela Maria (‘Canções de Roberto e Erasmo’)

Dupla

Chitãozinho e Xororó (‘Elas em Evidência’)
Lourenço e Lourival (‘Caipira da Gema’)
Zezé di Camargo e Luciano (‘Dois Tempos parte 2’)

Grupo

As Bahias e A Cozinha Mineira (‘BIXA’)
Psirico (‘Nada Nos Separa’)
Trio Parada Dura (‘Chalana, Churrasco e Viola’)

ÁLBUM ELETRÔNICO

‘Frevotron’, de Spok, Dj Dolores e Yuri Queiroga
'Sintetizamor’, de João Donato e Donatinho

ÁLBUM EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

‘Ay Amor!’, de Fabiana Cozza, produtores Pepe Cisneros
‘Lessons in love’, de Indiana Nomma, produtores Raymundo Bittencourt e Indiana Nomma
‘Walkin’ In White Shoes’, de David Kerr e Canastra Trio, produtores Davis Kerr e Canastra Trio

ÁLBUM ERUDITO

‘Brahms’, de Nelson Freire, interpretado por Nelson Freire, produtor Dominc Fyfe
‘Heitor Villa-Lobos, Sinfonias nº 8, 9 e 11’, de Villa-Lobos, interpretado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, produtor OSESP
‘Villa-Lobos, Quartetos e Cordas’, de Villa-Lobos, interpretado pelo Quarteto Bessler-Reis e Quarteto Amazônia, produtor Mario de Aratanha

ÁLBUM INFANTIL

‘Deu Bicho Na Casa’, de Sula Kossatz, produtores Chico Batera e Fernando Brandão
‘Música de Brinquedo 2’ de Pato Fu, produtor John Ulhoa
‘Sem Você Não A’, de Tom Zé, produtores Paulo Lepetit e Daniel Maia

ÁLBUM PROJETO ESPECIAL

O Auto do Reino do Sol, de ‘Barca dos Corações Partidos’
‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet
‘Tatanaguê’, de Theo de Barros e Renato Braz, produtor Theo de Barros

DVD

'Do Tamanho Certo Para o Meu Sorisso- Ao Vivo’, de Fafá de Belém
‘Histórias e Canções’, de Bibi Ferreira
‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet

VIDEOCLIPE

‘Maracutaia’, de Karol Conka, direção Brendo e Gonfiantini (Paranoid)
‘Culpa’, de O Terno, direção de Breno Moreira e Bruno Shintate
‘A Volta Pra Casa’, de Rincon Sapiência, direção de Kill The Buddha

INSTRUMENTAL

Álbum

‘Casa de Bituca’, de Hamilton de Holanda Quinteto
‘No Mundo Dos Sons’, de Hermeto Pascoal e Grupo
‘Quebranto’, de Yamandú Costa e Alessandro Penezzi

Grupo

Alessandro Kramer Quarteto (‘Alessandro Kramer Quarteto’)
Hamilton de Holanda Quinteto (‘Casa de Bituca’)
Hermeto Pascoal e Grupo (‘Mundo dos Sons’)

Solista

Hamilton de Holanda  (‘Casa de Bituca’, de Hamilton de Holanda Quinteto)
Hermeto Pascoal  (‘No Mundo Dos Sons’ de Hermeto Pascoal e Grupo)
Yamandú Costa (‘Quebranto’ de Yamandú Costa e Alessandro Penezzi)

MPB

Álbum

‘As Caravanas’, de Chico Buarque
‘Voz de Mágoa’ de Dori Caymmi
‘Mano Que Zuera’, de João Bosco

Cantor

Dori Caymmi (‘Voz de Mágoa’)
João Bosco (‘Mano Que Zuera’)
Zé Renato (‘Bebedouro)

Cantora

Joyce Moreno (‘Palavra e Som’)
Zélia Duncan (‘Invento’)
Zizi Possi (‘Faltam Seus Olhos’)

Grupo

Equale (‘Na Praia de Caymmi’)
Ordinarius (‘Notável’)
Quarteto do Rio (‘Mr. Bossa Nova’)

POP / ROCK / REGGAE / HIPHOP / FUNK

Álbum

‘Acabou Chorare, Novos Baianos se encontram’, de Novos Baianos
‘Estado de Poesia, Ao Vivo’, de Chico César
‘Estratosférica, Ao Vivo’, de Gal Costa

Cantor

Almério (‘Desempena’)
Chico César (‘Estado de Poesia, Ao Vivo’)
Lulu Santos (‘Baby Baby!’)

Cantora

Gal Costa (‘Estratosférica, Ao Vivo’)
Simone Mazzer (‘Simone Mazzer e Cotonete’)
Tulipa Ruiz (‘TU’)

Grupo

Nação Zumbi (‘Radiola NZ Volume 1’)
Novos Baianos (‘Acabou Chorare, Novos Baianos se encontram’)
Tribalistas (Tribalistas’)

REGIONAL

Álbum

‘Caipira’, de Mônica Salmaso
‘É Tempo de Viver’, de Mestrinho
‘Terra dos Sonhos’, de Renato Teixeira e Orquestra do Estado do Mato Grosso

Cantor

Mestrinho (‘É Tempo de Viver’)
Renato Teixeira (‘Renato Teixeira e Orquestra do Estado do Mato Grosso – Terra dos Sonhos’)
Vitoru Kinjo (‘Vitoru Kinjo’)

Cantora

Andrezza Formiga (‘E tome Forró, Meu Bem!’)
Lia Sophia (‘Não Me Provoca’)
Mônica Salmaso (‘Caipira’)

Dupla

As Galvão (‘Soberanas’)
Duo Balangulá (‘Certos Tipos e Suas Canções’)
Kleber Albuquerque e Rubi (‘Contraveneno’)

Grupo

Quinteto Violado (‘Quinteto Violado, 46 anos’)
Sertanilia (‘Gratia’)
Trio Nordestino (‘Canta o Nordeste’)

SAMBA

Álbum

‘Ao Vivo, no Bar Pirajá’, de Moacyr Luz  e Samba do Trabalhador,
'Espiral de Ilusão’, de Criolo
‘Munduê, de Diogo Nogueira

Cantor

Criolo (‘Espiral de Ilusão’)
Diogo Nogueira (‘Munduê’)
Thiago Miranda  (‘Samba pra Elas’)

Cantora

Ana Costa (‘Do Começo ao Infinito’)
Leci Brandão (‘Simples Assim’)
Sandra Portella (‘Banho de Fé’)

Grupo

Épreta (‘Épreta’)
Moacyr Luz e Samba do Trabalhador (‘Moacyr Luz e Samba do Trabalhador, Ao Vivo no Bar Pirajá’)
Tempero Carioca (‘Se o Samba Me Chamar’)