PUBLICIDADE
Topo

Diretor diz que Van Damme estava "cheio de cocaína" em "Street Fighter"

Cena do filme "Street Fighter", com Jean Claude Van Damme - Divulgação
Cena do filme "Street Fighter", com Jean Claude Van Damme Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

16/07/2018 10h20

O filme "Street Figher: A Última Batalha", baseado na franquia de games, lançado em 1994, acabou se tornando um símbolo dos excessos daquela época em Hollywood, e um dos papéis mais marcantes do astro de ação Jean-Claude Van Damme.

Em uma nova entrevista com o The Guardian, o diretor Steven de Souza lembrou como foi trabalhar com o ator belga, e é possível perceber que a experiência não foi nada positiva: "Eu não podia falar sobre isso naquela época, mas posso agora: Van Damme estava cheio de cocaína em 'Street Fighter'", dispara ele no começo da entrevista.

"O estúdio havia contratado alguém para vigiá-lo e lidar com seu comportamento errático, mas no fim das contas esse cara que eles trouxeram era uma má influência também. Jean-Claude ligava dizendo que estava doente e iria se atrasar, ou não iria sequer aparecer naquele dia. Eu estava desesperado, procurando cenas que podia filmar sem ele", conta ainda.

Keith Heygate, assistente de direção de Steven de Souza na época, se lembra de um caso especialmente grave. "Ele estava no trailer, e ninguém conseguia fazer com que ele saísse para filmar. As horas se passavam e estava todo mundo esperando. Eu liguei para o produtor, Chad Rosen, que saiu da casa dele e veio até o set exigir que Van Damme saísse do trailer. Ele saiu com uma garrafa de champanhe na mão e claramente drogado. Eu disse que ele não podia beber no set, e ele ficou furioso", conta.

Hoje aos 58 anos, Van Damme afirma estar livre das drogas desde 1998.