PUBLICIDADE
Topo

Johnny Depp é processado por dar soco em membro da equipe durante gravação

O ator Johnny Depp - Jordan Strauss/Invision/AP
O ator Johnny Depp Imagem: Jordan Strauss/Invision/AP

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

09/07/2018 17h20

Johnny Depp foi processado nesta segunda-feira (9) por dar um soco em membro da equipe durante as gravações do filme ainda inédito "City of Lies".

Gregg "Rocky" Brooks alega que o incidente ocorreu no dia 13 de abril de 2017, quando o astro estava rodando uma cena fora do Barclay Hotel, em Los Angeles (EUA). Segundo a vítima, a produção tinha permissão para trabalhar até as 19h fora do hotel, e 22h dentro do estabelecimento. 

Brooks conseguiu permissão duas vezes para que as filmagens seguissem por mais tempo, já que Depp teve a ideia de dirigir uma versão maior da cena com dois amigos. Quando o relógio bateu 23h, o responsável pelo hotel pediu para que a produção fosse embora.

O rapaz chegou ao diretor, Brad Furman, e deu a má notícia, recebendo em troca a resposta: "Por que você não fala isso para o Johnny Depp?".

Brooks afirma que tentou convencer um policial que tomava conta da produção para ajudá-lo a dar a notícia ao ator, mas contou que o próprio Depp se aproximou dele gritando: "Quem é você? Você não tem o direito de me falar o que fazer".

Após explicar a situação, a vítima ouviu do ator: "Eu não importo quem você seja e você não pode falar o que fazer". Enquanto gritava, Depp teria dado um soco em Brooks. "Eu vou te dar US$ 100 mil para me dar um soco na cara agora mesmo", gritou o ator, antes de os seguranças afastarem os dois.

O integrante da equipe afirma que foi demitido após três dias, depois de se negar a assinar um contrato que pedia para ele não entrar com processo contra Depp.

"City of Lies" será lançado nos cinemas no dia 7 de setembro.