PUBLICIDADE
Topo

Quem é o dono? Uma montanha de discos de vinil é abandonada na zona oeste de SP

Do UOL, em São Paulo

05/07/2018 16h43

Imagens um tanto curiosas estão chamando a atenção de internautas nesta quinta (5). Dezenas de LPs aparecem espalhados caoticamente na calçada de uma esquina do bairro do Sumaré, zona oeste de São Paulo, com pessoas ao redor “pescando” seus artistas preferidos. Alguns desses discos têm capas, outros estão apenas com plásticos ou “no osso”.

O flagra foi compartilhado nas redes sociais por quem passou pelo local na noite de quarta. De acordo com os relatos, os LPs, nacionais e internacionais, apresentam estado ruim de conservação, com uma ou outra “pérola” escondida em meio à montanha de entulho musical, que chegou a bloquear a circulação de pedestres.

Discos são abandonados no Sumaré, em São Paulo - Marcio Guerra/Reprodução - Marcio Guerra/Reprodução
Discos são abandonados no Sumaré, em São Paulo
Imagem: Marcio Guerra/Reprodução

“Acho que ali era um depósito antigo e ninguém sabia o que fazer com tanto disco. Aí decidiram largar por lá", disse ao UOL Patrick Mesquita, que esteve no local, na esquina entre as ruas Bruxelas e Capital Federal, e levou discos de Roberto Carlos.

O UOL entrou em contato com diversos sebos da região, mas ninguém soube dizer quem teria desovado os vinis. Entre essas lojas está o SeboVero, cujo endereço disponível na internet aponta justamente para o imóvel em frente à calçada onde os discos foram encontrados. Segundo uma funcionária, no entanto, a empresa, que mudou de local e não comercializa mais LPs, não tem informações sobre a origem dos discos.

A inusitada montanha de vinis chamou a atenção por quem passava pelo local. “Quem estava lá há bastante tempo disse que mais cedo estava tudo organizadinho, mas o pessoal foi chegando e desarrumando tudo, o que eu achei lastimável. Ainda tinha muita gente chegando para garimpar”, afirmou ao UOL a cantora Xênia França.

Segundo Marilia Ramos, que também esteve no local, os discos estavam por ali pelo menos desde do período da manhã de quarta. “No início eram pilhas bem organizadas. Depois à noite, voltando do trabalho, vi que várias pessoas estavam mexendo, procurando discos. Talvez eles sejam de alguém do imóvel em frente da onde foram colocados os vinis.”

Descarte irregular

LPs chamaram a atenção de quem passava - Patrick Mesquita/Instagram/Reprodução - Patrick Mesquita/Instagram/Reprodução
LPs chamaram a atenção de quem passava
Imagem: Patrick Mesquita/Instagram/Reprodução

Procurada pelo UOL, a subprefeitura da Lapa informou que não havia sido notificada sobre o caso até a publicação deste texto e que será realizada limpeza da via na manhã desta sexta (6).

Responsável pelo recolhimento de materiais descartados na região, o órgão frisa que o descarte irregular de lixo e entulho é considerado crime ambiental em São Paulo, passível de multa de R$ 18.420,79.

Os materiais não podem ser colocados fora do horário da coleta e cada imóvel gerador deve encaminhar no máximo 50 kg por dia. As punições são aplicadas de acordo com a lei 13478/02.