PUBLICIDADE
Topo

Em um futuro próximo, inteligência artificial pode decidir quais filmes serão feitos

Fracasso de "A Torre Negra" poderia ter sido evitado com uso de I.A., diz criadora de empresa - Divulgação
Fracasso de "A Torre Negra" poderia ter sido evitado com uso de I.A., diz criadora de empresa Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

05/07/2018 09h33

Nadira Azermai, criadora de uma empresa de inteligência artificial chamada ScriptBook, afirma que o estúdio Sony Pictures poderia ter "escapado" de produzir 22 filmes que perderam dinheiro nas bilheterias nos últimos dois anos se tivessem usado o seu algoritmo, que é capaz de ler um roteiro e prever quanto dinheiro ele vai arrecadar nos cinemas.

Azermai explica, em nova reportagem da "Variety", que seu algoritmo também faz outras análises dos roteiros aplicados a ele: por exemplo, é capaz de prever qual será a classificação indicativa do filme, identificar quem são os protagonistas e antagonistas, ou quem será o público-alvo do filme (incluindo detalhes de idade e etnia).

Muitos veem no ScriptBook e em sistemas similares a possibilidade de eliminar custos nos estúdios, já que ele dispensaria a realização de exibições teste, a contratação de leitores e revisores de roteiro, e possibilitaria um foco mais preciso na campanha publicitária de cada longa-metragem.

Em 2016, o ScriptBook arrecadou US$ 1.4 milhões em capital para acelerar seu desenvolvimento, e Azermai explica que o sistema está quase pronto para ser utilizado pelos estúdios que pagarem o preço certo.

"Quando mostramos o ScriptBook para clientes, eles nos perguntam: Como é possível que ele saiba que o filme fará tanto ou tão pouco dinheiro?", comenta Michiel Ruelens, cientista da empresa. "É uma espécie de treinamento ou aprendizado, já que damos um banco de dados de mais de 6.500 scripts já produzidos para o aplicativo e os dados de bilheteria e mercado de cada um deles".

Por fim, Ruelens diz que o algoritmo pode ajudar estúdios a melhorar sua inclusão de gênero e racial, já que detecta se o equilíbrio entre personagens masculinos e femininos, e de etnias diferentes, está satisfatório.