PUBLICIDADE
Topo

Diretor de fotografia conhecido como "mestre da luz", Robby Müller morre aos 78 anos

Robby Müller nos bastidores do filme "Adoradores do Diabo" (1987) - Divulgação
Robby Müller nos bastidores do filme "Adoradores do Diabo" (1987) Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

04/07/2018 11h36

Robby Müller, o diretor de fotografia holandês conhecido por suas colaborações com os mestres Wim Wenders, Jim Jarmusch e Lars Von Trier, faleceu nessa quarta (4) aos 78 anos de idade. A informação foi confirmada pela família ao "De Volkskrant", um jornal holandês.

Desde o começo de sua colaboração com Wenders em "Summer in the City" (1970), Müller ficou conhecido como o "mestre da luz", por conta de sua ênfase em iluminação e cores no cinema. A parceria continuou pelos anos 1970 até culminar em "Paris, Texas" (1984), maior clássico do diretor.

Já o polêmico dinamarquês Lars Von Trier contratou Müller para dois de seus filmes mais conhecidos: "Ondas do Destino" (1996) e "Dançando no Escuro" (2000), este último notável por incluir a cantora Björk no elenco.

Outro cineasta aclamado que "adotou" o mestre foi Jim Jarmusch, que contou com ele para a composição de seus visuais "crus" de "Daunbailó" (1986) até "Sobre Café e Cigarros" (2003), que marcou também o último longa-metragem do diretor de fotografia.

Vencedor três vezes do German Film Awards, o Oscar do cinema alemão, Müller nunca foi indicado ao Oscar, fato criticado por muitos na comunidade de cinematógrafos em Hollywood.