PUBLICIDADE
Topo

Estrela de "Westworld" diz que machismo a impede de estrear como diretora

Evan Rachel Wood, a Dolores de "Westworld", em foto da segunda temporada - John P. Johnson/HBO
Evan Rachel Wood, a Dolores de "Westworld", em foto da segunda temporada Imagem: John P. Johnson/HBO

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

02/07/2018 15h33

Mesmo com o enorme sucesso na frente das câmeras em "Westworld", a atriz Evan Rachel Wood está achando difícil conseguir financiamento para um projeto de longa-metragem em que estrearia na direção. Falando no Twitter, ela culpou o machismo de Hollywood pela complicação.

"Eu estou há dois anos tentando fazer um filme estrelado por quatro incríveis atrizes, escrito por duas mulheres, que gostaria de dirigir. Todas as salas em que entro para vender o filme estão cheias de homens brancos, e 'estranhamente' nenhum deles quer me dar dinheiro", ironizou. "E ainda há gente que se pergunta por que existe preconceito em Hollywood? A jogada é de vocês, caras".

"Um cara para o qual eu propus o filme me disse: 'Bom, você é uma mãe de 30 anos de idade. O que te faz sair de casa para ver um filme?'. Como se todas as mulheres estivessem em casa alimentando bebês e não tivessem uma vida fora disso", contou ainda.

"Eu respondi: 'Bom, uma vez que minhas unhas estão secas, eu já passei a camisa do meu marido e tirei minha máscara de beleza, é a representatividade que me tira de casa!'", completou.

Wood ainda notou que mais de uma das quatro atrizes que mencionou no primeiro tweet não são brancas, e que o filme tem uma personagem LGBTQ+. Quando um seguidor a confrontou sobre a possibilidade de financiar o filme por si mesma, ela respondeu: "Mesmo se eu vendesse tudo o que eu tenho, não daria para fazer o filme".