Topo

Filmes e séries

Uma frase fora do contexto faz David Lynch retrucar um "orgulhoso" Donald Trump

Valery HACHE/AFP
O diretor David Lynch Imagem: Valery HACHE/AFP

Do UOL, em São Paulo

26/06/2018 16h36

O experiente diretor David Lynch, responsável pelos clássicos "Twin Peaks", "Cidade dos Sonhos", "Homem Elefante" e "Veludo Azul", mandou uma mensagem direta para Donald Trump explicando com qual sentido afirmou que ele pode virar "um dos maiores presidentes da história".

O cineasta e roteirista apontou que a fala, compartilhada com orgulho por Trump no Twitter, foi tirada de contexto na entrevista que Lynch deu ao "The Guardian" e usada como manchete positiva de uma nota do site "Breitbart".

"Eu queria que nós pudéssemos sentar e ter uma conversa", escreveu o diretor como resposta nas redes sociais. "A frase que percorreu o mundo foi tirada um pouco de contexto e precisa de uma explicação. Infelizmente, se você continuar o que está fazendo, não terá a chance de ser um dos grandes presidentes da história. Isso parece muito ruim para você -- e para o seu país. Você está causando sofrimento e divisão".

Ele continuou. "Não é tarde para redirecionar o barco. Mire nosso barco em um futuro brilhante para todos. Você pode unir o país. Sob uma liderança amorosa, ninguém perde -- todos vencem. Espero que pense sobre isso e carregue no coração. Tudo o que você tem que fazer é tratar as pessoas como você gostaria de ser tratado."

Na entrevista original, Lynch cravou que Trump poderia entrar para história não pelas ações humanitárias, mas, sim, por impedir diversos projetos que poderiam ser úteis para os Estados Unidos.

“Ele pode se tornar um dos maiores presidentes da história, porque ele tem impedido tanta coisa. Ninguém é capaz de combater esse cara de maneira inteligente”, disse Lynch. “Nossos chamados líderes não podem levar o país adiante. Não podem fazer nada”, opinou o cineasta.