Topo

Filmes e séries

Premiação negra é marcada por vitória de "Pantera" e polêmica com Netflix

Reuters//Mario Anzuoni
Ator Michael B. Jordan e diretor Ryan Coogler recebem prêmio de melhor filme por "Pantera Negra" no BET Awards Imagem: Reuters//Mario Anzuoni

Do UOL, em São Paulo

25/06/2018 09h35

Foi celebrado neste domingo o BET Awards, premiação voltada a artistas negros e a produções que contam com negros em papel de protagonismo. Na hora das estatuetas, “Pantera Negra” levou a melhor. Já em um dos intervalos do evento, um comercial da Netflix reforçando a causa gerou certa polêmica.

O problema, para a Netflix, é que a empresa demitiu na semana passada o chefe de comunicações Jonathan Frieland por falas racistas em situações de trabalho. Ele disse o termo “nigger”, usado pejorativamente em inglês.

A empresa já tinha programado o lançamento de um vídeo para o BET Awards e decidiu mantê-lo, apesar da polêmica. A produção conta com o ator de “Luke Cage” e atrizes de “Orange is the New Black”, entre outros, e se chama “A Great Day in Hollywood” – um grande dia em Hollywood.

A premiação teve apresentação de Jamie Foxx e participação de gente como Donald Glover – que cantou um trechinho de “This is America”.

Houve estatuetas dedicadas a música e cinema. O melhor filme foi “Pantera Negra”. Melhor atriz, Tiffany Haddish. Melhor ator foi para as mãos de Chadwick Boseman.

Kendrick Lamar, com seu “DAMN.”, ganhou como melhor disco. Beyoncé e Bruno Mars pegaram a estatueta de melhor cantora e cantor. Entre os atletas, Serena Williams e LeBron James foram premiados.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!