Topo

Música

Janet Jackson fala sobre luta contra depressão: "uma batalha intensa"

REUTERS/Mario Anzuoni
A cantora Janet Jackson durante apresentação Imagem: REUTERS/Mario Anzuoni

Do UOL, em São Paulo

20/06/2018 11h12

A cantora Janet Jackson falou abertamente sobre sua depressão. Aos 52 anos, ela publicou uma carta na revista Essence, que também foi lida no programa norte-americano Good Morning America. "Eu lutei contra a depressão. Foi uma batalha intensa", disse.

"A baixa autoestima pode estar enraizada na minha infância e o sentimento de inferioridade. Pode se relacionar ao fato de falhar na missão de chegar em padrões impossíveis. É claro que além de tudo há questões da sociedade de racismo e sexismo. Junte tudo isso com a depressão e você tem uma condição persistente e assustadora. Ainda bem que encontrei meu caminho para fora disso", escreveu a cantora.

A cantora ainda elogiou o movimento #MeToo ao dizer que "é um momento histórico para as mulheres que se recusam a manipulação e abuso". "Encontramos nossa força", explicou. Janet Jackson falou também sobre o conforto que encontra em seu filho, Eissa, nascido em janeiro de 2017.

"O auge da felicidade é quando estou segurando meu bebê nos braços e vejo seus olhinhos e ele corresponde o meu carinho. Quando eu o beijo, canto para ele enquanto dorme. Nesses momentos sagrados, a felicidade está em toda parte", disse.