Topo

Filmes e séries

Dono de estatueta, Kobe Bryant toma "toco" e não integrará a Academia do Oscar

REUTERS/Mike Blake
Kobe Bryant comemora a vitória no Oscar Imagem: REUTERS/Mike Blake

Do UOL, em São Paulo

20/06/2018 21h46

O ex-jogador Kobe Bryant, vencedor do Oscar por melhor curta de animação com "Dear Basketball", não será convidado a integrar a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, revelou a "Variety" nesta quarta-feira (20).

Seguindo a tradição, quem ganha o prêmio máximo do cinema ou é indicado acaba sendo considerado a entrar na organização, que conta com mais de 8 mil membros. Entretanto, o Conselho dos Governadores, responsáveis pela visão estratégica da Academia, desde finanças até a adesão dos profissionais, deu um "toco" no integrante do Hall da Fama da NBA.

De acordo com a "Variety", Bill Kroyer, presidente da Academia do Oscar, alegou que a lenda do Los Angeles Lakers não demonstrou evidências suficientes de uma grande carreira dentro da indústria cinematográfica para entrar no seleto grupo.

Recentemente, a Academia diminuiu os critérios de quem pode ou não integrar a Academia, inclusive para deixar de lado a controvérsia do #OscarsSoWhite, iniciativa que pedia maior representatividade dentro do principal prêmio do cinema.

A "Variety" ainda apontou que a escolha da Academia também foi influenciada pelo caso de estupro que o atleta foi acusado em 2003, ainda mais com os movimentos Me Too e Time's Up ganhando cada vez mais força.

No último ano, 17 mil pessoas assinaram uma petição para que Kobe fosse retirado da lista de indicados ao Oscar de melhor curta de animação pelo caso.