Topo

Música

"Pre-para"! Anitta regrava "Show das Poderosas" com Gloria Groove

Reprodução/Instagram/anitta
Anitta regrava "Show das Poderosas" com Gloria Groove Imagem: Reprodução/Instagram/anitta

Do UOL, em São Paulo

19/06/2018 18h16

O próximo lançamento de Anitta será uma regravação. "Show das Poderosas", primeiro sucesso da cantora, ganhará nova versão em parceria com a drag Gloria Groove, em homenagem ao mês do orgulho LGBT. O dueto tem previsão de lançamento para o fim de junho.

A parceria foi divulgada pelas cantoras nesta terça-feira (19). De peruca rosa, Anitta posou com Gloria Groove desmontada e ambas divulgaram o projeto "Warner Pride", da gravadora da artista carioca. A drag é uma criação do artista Daniel Garcia.

Reprodução
Anitta no clipe "Show das Poderosas" Imagem: Reprodução
Lançado em 2013, "Show das Poderosas" alavancou a carreira de Anitta, até então conhecida apenas em bailes funk do Rio de Janeiro. A música, com verso grudento "Prepara que agora é hora do show das poderosas", ficou em primeiro lugar nas rádios e abriu as portas para a cantora emplacar mais sucessos também fora do Brasil.

"Quando recebi o convite, tive meu momento surto de fã. Primeiro porque o trabalho da Anitta é algo que eu acompanho desde o princípio e levo como referência de sucesso e planejamento. Segundo porque poucas coisas no pop feito no meu país foram tão icônicas quanto 'Show das Poderosas', e eu era literalmente a gay tirando a coreografia para dançar com as amigas na boate", comemora Gloria.

Ao UOL, Gloria Groove admitiu ser fã de Anitta e disse se espelhar na cantora para expandir sua carreira para o mercado internacional.

"Eu era muito influenciada por música norte-americana, música em inglês, tanto que falo inglês fluente desde muito cedo. Mas há pouco tempo comecei a ter uma verdadeira aula de como adentrar no mercado internacional com uma pessoa chamada Anitta. Ela passa a visão para nós toda hora. Ela é uma pessoa jovem como eu, tem um pouco mais de idade. Ela passa uma visão muito grande de ir com calma. Pega primeiro o público da Colômbia, da Venezuela, do México, um pessoal que é carente de arte como a gente faz. Imagine as drags comandando primeiro a América Latina e aí subindo para a Europa", torce a cantora de 23 anos.