Topo

Filmes e séries

Brie Larson diz que não odeia homens brancos, mas faz apelo aos críticos

Getty Images
Brie Larson Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

14/06/2018 09h58

A atriz Brie Larson ganhou um prêmio nesta quarta-feira, em um evento chamado “Crystal + Lucy Awards”, e aproveitou para mandar uma mensagem sobre diversidade. A estrela de “Capitã Marvel” falou sobre algo diferente do usual: as críticas de cinema.

Larson citou uma pesquisa mostrando que a maioria das críticas é feita por homens brancos e defendeu que isso é prejudicial no quesito representatividade e que isso afeta inclusive o desempenho comercial e o alcance dos filmes.

A pesquisa da USC Annenberg Inclusion Initiative indicou que em 20 mil resenhas analisadas dos filmes top 100 em bilheteria, 63,9% foram feitas por homens brancos, 18,1% foram escritas por mulheres brancas, 13,8% por homens de minorias raciais e 4,1% por mulheres de minorias raciais. O apelo de Larson é para que estes números deixem de ser tão díspares.

“Estou dizendo que odeio homens brancos? Não, eu não estou. Mas, se você vê um filme com uma mulher de cor, há uma pequena chance de uma mulher de cor ver esse filme e escrever uma crítica dele. O público não tem chances suficientes de ler sobre esses filmes em textos feitos por quem está representado ali. Não adianta eu ler de um cara branco de 70 anos que ele não gostou de ‘Uma Dobra no Tempo’. Não foi feito pra ele. Quero saber o que ele representou para uma mulher de cor, uma jovem de cor”, afirmou ela, de acordo com o "IndieWire".

“É uma droga que resenhas contem tanto. Boas resenhas podem dar chance a pequenos filmes a se destacarem em festivais e terem a chance de crescerem. Uma boa crítica pode mudar sua vida. Mudou a minha”, contou Larson.

Brie Larson estará na pele da Capitã Marvel no filme que leva o nome da heroína, com lançamento marcado para 14 de março de 2019 no Brasil.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!