Topo

Livros e HQs

Livraria Cultura decide fechar Fnac Pinheiros, considerada deficitária

Taba Benedicto/Brazil Photo Press/Folhapress
Livraria Fnac, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, com grafite de Eduardo Cobra Imagem: Taba Benedicto/Brazil Photo Press/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

12/06/2018 14h27

A Livraria Cultura, que controla a marca francesa Fnac no Brasil, fechou nesta segunda (11) sua unidade em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, a primeira aberta pela empresa no país.

Segundo a assessoria da Cultura, um estudo de viabilidade econômico-financeiro constatou que a loja era deficitária, e a companhia entendeu que, no momento de crise, o funcionamento se tornou insustentável.

No último mês de maio, a Livraria Cultura já tinha confirmado o fechamento de outras quatro unidades da Fnac no Rio, Belo Horizonte, Porto Alegre e Ribeirão Preto (SP).

No Brasil desde o fim dos anos 1990, a Fnac, empresa de capital aberto, já tinha apontado nos últimos anos dificuldades para atingir os resultados esperados no país, decidindo repassar a marca.

Em julho de 2017, a Livraria Cultura anunciou a compra da livraria, assumindo 12 unidades em sete Estados brasileiros com objetivo de adicionar "novas linhas de produtos e serviços". Termos e valores da negociação não foram divulgados.

Com o fechamento da unidade Pinheiros, a rede permanece com sete lojas no país, duas delas na capital paulista, no Shopping Morumbi e na avenida Paulista.

Questionada pelo UOL, a assessoria da Cultura não informou se planeja de fechar outras unidades da Fnac nos próximos meses.

Mais Livros e HQs