Topo

Música

"Perdi muitos amigos para o tráfico de drogas", lamenta Buchecha

Reprodução/TV Globo
Buchecha diz que perdeu amigos para o tráfico no "Domingão do Faustão" Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL

10/06/2018 18h30

Buchecha falou sobre a vida difícil antes da fama ao abrir o "Ding Dong" do "Domingão do Faustão". O cantor, que seguiu carreira solo após a morte de Claudinho em 2002, com quem fazia dupla, mostrou-se orgulhoso de não ter ido para o crime.

"Já fui caranguejeiro, catei ferro velho, fui servente de obra, camelô, de tudo um pouco. Na comunidade temos duas opções: o caminho do tráfico, do mal, ou arregaçar as mangas e ir trabalhar. Perdi muitos amigos no tráfico, mas nunca achei que aquilo fosse vida para mim", disse.

Ele credita sua criação por escapar da tentação de ganhar dinheiro vendendo drogas: "Não fujo das origens. Minha mãe é meu herói maior, abaixo de Deus. Ela me deu uma educação muito boa. E vocês me deram tudo que tenho hoje, estava no caminho certo".

Buchecha contou ainda que pretende retomar os estudos, já que precisou parar na quarta série. "Vi o Martinho da Vila voltando. A gente não tem muito tempo, mas tomei vergonha na cara e vou voltar a estudar".