Topo

Filmes e séries

Acusado de assédio, John Lasseter deixará Disney e Pixar no fim de 2018

Damian Dovarganes/AP
John Lasseter na Calçada da Fama em 2011 Imagem: Damian Dovarganes/AP

Do UOL, em São Paulo

08/06/2018 19h08

Acusado de assédio e conduta imprópria no ambiente de trabalho, John Lasseter, 61, diretor e mente criativa por trás das animações da Pixar e da Disney, deixará definitivamente os estúdios no fim de 2018. Até lá, ele terá uma nova função de consultoria na companhia.

A decisão anunciada nesta sexta (8) vem quase sete meses depois de ele tirar um período de licença da empresa, responsável por filmes como "Toy Story", "Procurando Nemo" e "Divertida Mente". Na época, Lasseter se desculpou e reconheceu o mau comportamento.

Na esteira das revelações feitas sobre o ator Kevin Spacey, funcionários da Disney/Pixar relataram que se sentiam constantemente "desrespeitados e desconfortáveis" com a postura do chefão, homem mais poderoso e influente da animação americana.

Com a saída temporária, Lasseter tinha como objetivo "começar a cuidar melhor de mim mesmo, a recarregar-me e a inspirar-me e, finalmente, voltar com a percepção e a perspectiva", afirmou.

Divulgação
John Lasseter, que revolucionou a história do cinema de animação Imagem: Divulgação

Revolucionário

Vencedor de dois Oscars, Lasseter é um dos fundadores da Pixar, que começou como braço da Lucasfilm. Ao lado de Ed Catmull, ele revolucionou a história da animação no cinema, iniciando um novo paradigma com a popularização da técnica 3D.

Em 2006, após a Disney comprar a Pixar, Lasseter foi promovido a diretor criativo da Pixar e da Walt Disney Animation Studios. Ele participou e todas as animações da Disney desde então, supervisionando filmes de sucesso como "Frozen" e "Moana".

Diretor de "Toy Story" e "Toy Story 2", John Lasseter  ajudou a Pixar a vencer oito vezes o Oscar de melhor animação, obtendo outras três estatuetas com filmes da Disney e ajudando os estúdios a faturar alto em bilheteria.

O filme mais recente da Pixar, "Viva - A Vida é Uma Festa", arrecadou mais de US$ 806 milhões em bilheteria. Atualmente, a empresa trabalha na sequência de "Os Incríveis" e no quarto capítulo da saga "Toy Story", que seria dirigido por John Lasseter.

Já a Disney prepara o lançamento do novo "WiFi Ralph: Quebrando a Internet", com lançamento previsto para novembro nos EUA.