Topo

Filmes e séries

Mila Kunis sobre a vantagem de trabalhar só com mulheres: "Ninguém fica gritando"

Reprodução
Mila Kunis e Kate McKinnon em cena de "Meu Ex é um Espião" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

06/06/2018 19h20

Mila Kunis deu uma longa entrevista especial para a "Variety" e um dos tópicos abordados foi o seu próximo filme, "Meu Ex é um Espião", que marcou sua estreia em um trabalho dirigido por uma mulher.

"Existe uma diferença notável [em trabalhar com homens e mulheres]", explica a atriz. "Ninguém fica gritando... ninguém fica bravo. Deu 19 horas, adeus, vou para casa. Preciso ver meus filhos. Foi adorável".

Kunis, conhecida por seus papéis em "That '70s Show" e "Cisne Negro", ainda revelou que foi o marido, o também ator Ashton Kutcher, que abriu seus olhos sobre as injustiças dentro da indústria cinematográfica.

"Me eduquei mais, questionei mais. Quanto mais envolvida, quanto mais tempo tira para você mesma, mais empoderamento você se entrega no final do dia", analisou a atriz.

"Meu Ex é um Espião" chega aos cinemas em agosto de 2018.