Topo

Música

Demi Lovato diz que contratou prostituta para fazer pegadinha e é acusada de assédio

Amy Harris/Invision/AP
Demi Lovato ousa e e deixa lingerie à mostra em figurino de show de Natal Imagem: Amy Harris/Invision/AP

Do UOL, em São Paulo

04/06/2018 07h58

Uma pegadinha feita por Demi Lovato acabou em muita polêmica no Twitter. Em um post feito no domingo, ela contou que contratou uma "mulher da noite" em Las Vegas para fazer uma brincadeira com um de seus seguranças. O problema é que a pegadinha acabava com uma apalpada da pessoa contratada no homem, e Demi acabou sendo acusada de assédio sexual, tendo de se desculpar depois nas redes sociais.

No tuíte, depois apagado, Demi relatou: "Eu contratei uma mulher da noite em Vegas e mandei para o quarto de hotel do Max para fazer uma surpresa para ele. Ela entrou no quarto, sem permissão, e o pegou em sua "área". Ele ficou doido", riu a cantora.

Depois de postada, a história ganhou críticas aos montes. "Então você contratou alguém para abusar sexualmente dele. Ok, garota", postou um. "Não estou OK com isso. Isso é abuso sexual por parte de Demi e por parte da outra mulher. Estou enojada", afirmou outra usuária do Twitter. Outros salientaram que assédio não acontece apenas com mulheres e que homens também podem sofrê-lo.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Demi Lovato se desculpou. Mas também criticou as repreensões que levou: "Eu juro que poderia estar postando sobre balas de goma, que ainda assim alguém iria me ofender". 

"Para todos que vieram falar, leiam a letra de 'Warrior'. Talvez vocês tenham mais compaixão com quem cometeu um simples erro. Se tem alguém que sabe sobre abuso sexual, sou eu. Vocês não tem que me educar", continou ela. Demi concluiu com as desculpas: "Lamento muito se alguém ficou ofendido".

Demi Lovato vem promovendo a turnê "Tell Me You Love Me World Tour", que deve passar pelo Brasil em novembro.