Topo

Música

Ariana Grande fala sobre comunidade LGBTQ e saída do irmão do armário

Divulgação
A cantora Ariana Grande Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/06/2018 02h50

Em uma carta publicada pela revista Billboard nesta sexta-feira (01), Ariana Grande elogiou a riqueza cultural e social da comunidade LGBTQ ao redor do mundo, e fez questão de ressaltar a importância de celebrar o mês do orgulho gay.

"Não há nada mais contagioso que a alegria e amor que a comunidade LGBTQ espalha pelo mundo. Cresci com um irmão gay, que me inspirou em cada passo que tomei na vida. Ele sempre foi meu ídolo, e tudo que Frankie fazia, eu imitava. Não consigo lembrar uma diferença entre meu irmão antes e depois que ele se assumiu gay. Ele sempre foi apenas Frankie. Sexualidade e gênero nunca foram tópicos que minha família teve medo de discutir. Quando Frankie decidiu sair do armário, meu avô simplesmente disse: 'parabéns, podemos jantar? Estou faminto'", escreveu a cantora e compositora.

"Eu fui ensinada a fazer minha maquiagem em bares gays em Nova Iorque, e mesmo quando fazia oito shows por semana em minha estreia na Broadway eu nunca estava cansada o suficiente para não ir para um bar gay fazer um rápido cover de Whitney Houston. Minha música ter sido abraçado e elogiada pela comunidade LGBTQ sempre foi tudo que me importou quando penso no que quero para a minha carreira. Não existe prêmio ou reconhecimento mais importante do que ver uma 'queen' entrar no meu camarim ou conhecer algum jovem gay na rua e saber que minha música fez alguma diferença em sua trajetória. Amor é como a música. Não conhece fronteiras e não é exclusivo de nenhum gênero, sexualidade, raça, religião, idade ou credo. É um luxo e uma liberdade que deveria ser acessível a todos. Sou imensamente grata à comunidade LGBT, e recebo inspiração todos os dias", completou Ariana.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!