Topo

Filmes e séries

Entenda por que a Vila Sésamo está processando o filme "Happytime Murders"

Reprodução
Melissa McCarthy em "The Happytime Murders" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

29/05/2018 14h22

A detetive Connie Edwards (Melissa McCarthy) precisa descobrir quem é o assassino do irmão de seu ex-parceiro policial, o investigador Phil Phillips, que é um...fantoche. O resumo surreal do filme "The Happytime Murders" promete misturar comédia e ação, mas um grupo em especial não gostou nada do enredo: a "Vila Sésamo".

Tradicional programa infantil dos Estados Unidos e com uma popularidade mundial, a "Vila Sésamo" está processando a produtora STX Entertainment por violação de direitos autorais e pela ameaça de "causar um dano irreparável para a marca".

Nos cartazes de divulgação de "The Happytime Murders" há a frase: "No Sesame. All Street". E a clara referência ao programa não para por aí, já que o assassino caçado no filme tem como alvo a "The Happytime Gang", uma famosa série de TV de fantoches dos anos 80.

O desconforto de toda a situação se agrava pelo fato do diretor do filme ser Brian Henson, filho de Jim Henson, um dos pioneiros dos fantoches dos Estados Unidos e antigo colaborador da própria "Vila Sésamo". Morto em 1990, Jim Henson ficou famoso por vários personagens dos Muppets, principalmente o sapo Kermit.

O estúdio STX lamentou o caso e seus representantes se disseram "desapontados" pela "Vila Sésamo" não ter "dividido a graça". O grupo ainda afirmou que "confia em sua posição legal".

Embora tenham uma breve parte de sua história em comum, a Sesame Workshop alega que usar o nome "Sésamo" na divulgação do filme cria uma ilusão de que as duas propriedades estariam relacionadas, causando confusão tanto para pais e filhos interessados no filme.

O filme "The Happytime Murders" tem data de estreia marcado para 6 de setembro. Além de Melissa McCarthy, o elenco ainda conta com Maya Rudolph e Elizabeth Banks.

Divulgação
Cartaz tem frase que lembra "Vila Sésamo" Imagem: Divulgação

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!