Topo

Entretenimento


Filho de Woody Allen defende o pai e diz que Mia Farrow era uma mãe abusiva

 REUTERS/Yves Herman
Woody Allen Imagem: REUTERS/Yves Herman

Do UOL, em São Paulo

23/05/2018 18h02

Moses Farrow, filho de Woody Allen e Mia Farrow, defendeu o pai das acusações de ter molestado sexualmente a irmã Dylan e afirmou que a mãe era abusiva em casa. A declaração foi feita no blog "A Son Speak Out", mantido pelo terapeuta e fotógrafo.

Segundo Moses, Mia agredia os filhos psicológica e fisicamente. Ele fala que testemunhou os "irmãos serem arrastados e jogados de escadas e depois trancados em quartos ou armários". Ainda segundo Moses, Soon-Yi Previn, filha adotiva de Mia, "era frequentemente o bode expiatório" da mãe. Anos depois Soon-Yi Previn se casou com Woody Allen.

"Quando Soon-Yi era criança, Mia uma vez jogou um vaso de porcelana enorme em sua cabeça. Por sorte o vaso não a atingiu, mas estilhaços bateram em suas pernas. Anos depois, Mia bateu nela com um telefone", escreveu Moses, em trecho publicado pelo The Hollywood Reporter.

Dylan, por sua vez, respondeu novamente sobre o caso nas redes sociais. "Como eu disse na última vez, essa é uma tentativa de desviar a atenção de uma alegação crível feita por uma mulher adulta, tentando impugnar minha mãe, que sempre nos apoiou. Pode ser facilmente rebatido, contradiz os próprios comentários dele, é muito pessoal para mim e faz parte de um esforço grande para descreditar meu assédio. Meu irmão é uma pessoa problemática. Me desculpa por ele estar fazendo isso".

O suposto abuso de Dylan Farrow por Woody Allen voltou às manchetes após os casos envolvendo o produtor de cinema Harvey Weinstein serem revelados no ano passado. Em janeiro, Dylan deu detalhes de sua história. Allen nunca foi julgado pelas acusações de abuso sexual.

Mais Entretenimento