Topo

Música

"A gente sai na rua e também sofre", diz Liniker em programa de Pabllo Vittar

Reprodução
Gloria Groove, Liniker e Karol Conka foram as convidas do programa "Prazer, Pabllo Vittar" Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

22/05/2018 22h19

O tema principal do programa "Prazer, Pabllo Vittar" desta quinta-feira (22) foi representatividade. A cantora dona do hit "K.O" teve como convidadas Liniker, Karol Conka e Gloria Groove, que analisaram a importância da música no cenário brasileiro.

"Eu acho que ter uma luz em cima da gente para poder falar sobre nossas causas é muito importante, porque, sim, somos pessoas destaques, mas a gente resiste. A gente sai na rua e também sofre. Acho que poder usar esse poder de fala para mostrar o quão representativo é toda essa força é maravilhoso", disse Liniker.

Karol completou o raciocínio da cantora. "Uma música sem mensagem faz com que as pessoas fiquem um pouco alienadas. Então se não tiver pessoas como a gente para mostrar uma outra realidade, ou um programa como esse, as pessoas ficam bitoladas em casa achando tudo muito estranho."

A drag Gloria Groove, que lançou há três meses o hit "Bumbum de Ouro", também opinou sobre o tema. "Eu tento passar o máximo o senso de autoestima para meu púbico. E eu sei como não é se sentir bom o suficiente. O máximo que eu puder injetar nas pessoas esse poder, que ser drag queen me proporcionou, vou fazer isso para sempre."

Liniker ainda aproveitou o momento para argumentar contra aqueles que afirmam que sua música não é politizada. "As vezes, as pessoas perguntam quando a minha música vai ser mais política, mas eu acho que falar sobre afeto e amor é extremamente político. Porque a gente resiste, a gente sabe o que é ser preterida por ser negra, mulher, drag, indígena e gay. E falar na minha música sensações boas que eu vivi e transformar isso [em música]".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!